Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 7 de novembro de 2009

A Herança de Vargas! - por Marcos Doniseti!


A Herança de Vargas! - por Marcos Doniseti! (atualizado em 07 de Março de 2011)

"Sem querer me estender muito, porque não é meu tema nem minha índole ficar remoendo o passado, por quantos anos trataram com desdém valores como nacionalismo, como a legislação trabalhista, como a personificação da vontade nacional numa figura política? Ia tudo para o “saco” do mesmo populismo que as elites afetadas - de O Globo a Fernando Henrique - diziam que era arcaico e de inspiração fascista." por Brizola Neto


Belíssimo texto, esse, do Brizola Neto (reproduzi aqui, no blog, em outra mensagem). E quero chamar a atenção para o trecho acima. Durante muitos anos as Esquerdas brasileiras em geral atacaram Vargas, a sua obra e o seu legado.

No entanto, hoje fica claro, o quanto a “Era Vargas” foi fundamental para o desenvolvimento econômico e social do país. Somente para citar algumas das suas realizações mais importantes, nós temos:

1) A CSN, que começou a ser construída em 1942 e sem a qual a industrialização do país não teria sido possível, e que foi a primeira grande siderúrgica brasileira. Antes dela, tínhamos pequenas siderúrgicas espalhadas pelo país, usando de uma tecnologia obsoleta;

2) A Vale do Rio Doce, que foi criada na mesma época da CSN e que quando era estatal já havia se tornado uma das maiores empresas de mineração do mundo;

3) O BNDES, que foi criado pelo governo Vargas em 1952;

4) A Petrobras, que foi criada pelo governo Vargas, junto com o monopólio estatal do petróleo, em 1953;

5) A CLT, adotada em 1942, e que transformou os direitos trabalhistas em um direito permanente no país, sendo fundamental para promover a inclusão social dos trabalhadores naquela época.

6) A criação do PTB, que promoveu a inclusão política dos trabalhadores no cenário nacional, fazendo com que eles se tornassem uma peça decisiva nas disputas políticas, sociais e eleitorais brasileiras do período 1945-1964.

E a importância da herança ‘Varguista’ ficou claro, mais uma vez, nesta crise global, que provocou a derrocada do Neoliberalismo em todo o planeta.

Afinal, quais foram dois dos principais instrumentos utilizados pelo governo Lula para fazer com que o Brasil superasse os efeitos da mesma antes dos outros países? A Petrobras e o BNDES. Ambos, criações varguistas, portanto.

E ao contrário do que se pensa, não foi o Fascismo a principal linha teórica que influenciou o governo Vargas mas, sim, o Corporativismo e o Positivismo. E nenhuma das duas era Fascista. O ‘Estado Novo’ ganhou esse nome devido à influência do governo português de Salazar sobre o governo Vargas. E Salazar era um ditador nacionalista de Direita, mas não era Fascista.

Se bem que temos que fazer uma ressalva importante aqui, que é quando chamamos Vargas de 'Ditador'. Não se trata de negar a repressão e a violência praticadas pelo seu governo durante, e principalmente, a Ditadura do Estado Novo (1937-1945). Tal repressão é inegável e foi, é claro, bastante intensa e violenta, sem dúvida alguma.

Mas, algo que precisa ser devidamente levado em consideração é que, naquele período da história brasileira, não havia, de fato, nenhuma força política ou movimento político, que fosse verdadeira e autenticamente democrático no país. Todos os movimentos políticos-sociais da época defendiam algum tipo de governo autoritário ou ditatorial, fosse do lado das Esquerdas, fosse do lado das Direitas.

Exemplos: Armando de Salles Oliveira, principalmente representante dos Liberais paulistas, fazia discursos elogiando Hitler. Plínio Salgado e seus Integralistas eram claramente nazi-fascistas, inspirando-se em Hitler e no Nazismo de forma tão clara que para se certificar disso bastava olhar para o seu.... bigode, sem falar de seus uniformes, seus gestos, suas marchas pelas ruas e seus uniformes. Cópia mais descarada do Nazismo do que essa é impossível.

Mesmo Luís Carlos Prestes e o PCB, caso tivessem sido vitoriosos na tentativa Golpista organizada pelo que havia restado da ALN em Novembro de 1935 (e que foi conhecida como 'Intentona Comunista', expressão usada pelos militares vitoriosos para denegrir o movimento), teriam implantado algum tipo de governo autoritário, até porque as políticas que eles queriam colocar em prática no país acabariam gerando uma reação violenta por parte das elites empresariais, bem como de segmentos significativos das Forças Armadas, enfim, das forças política-sociais mais conservadoras existentes no Brasil daquela época.

Então, Vargas pode ter sido um 'ditador', mas qualquer outro líder que tivesse chegado ao poder, no Brasil, naquele momento, teria se transformado em um Ditador.

Links:

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2009/07/por-que-vargas-jango-e-lula-foram-os.html

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2009/11/vargas-o-ptb-eduardo-gomes-hugo-borghi.html

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2009/11/invencao-do-trabalhismo.html

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2009/11/vargas-jango-e-nova-politica.html

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2009/12/lula-e-vargas-foram-perseguidos-e.html

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2011/01/governo-lula-fortaleceu-democracia-com.html

Nenhum comentário: