Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 18 de abril de 2010

Eduardo, ex-pesquisador do Datafolha, comenta as pesquisas do instituto!


Publico abaixo o comentário feito pelo Eduardo aqui no blog e cujo relato me parece bastante importante a respeito das pesquisas do Datafolha. Vamos lá, então:


Antes de eu fazer meu comentário, quero esclarecer que eu votei no Lula e apoio a Dilma e moro no Nordeste.

Trabalhei no Datafolha como pesquisador e supervisor durante 15 anos e trabalhei em vários outros institutos de pesquisa. Considero o Datafolha a empresa que faz a pesquisa de maior qualidade no Brasil. Mas essa qualidade diminuiu bastante nos últimos anos, por vários motivos. Eles começaram a reduzir custos para que a empresa se mantesse de pé, como, por exemplo, extinguir a função de supervisor e reduzir o número de eleitores entrevistados no Norte e Nordeste. Isso aconteceu porque, devido às grandes dimensões de muitos estados destas regiões e devido às dificuldades de transporte, o Norte e Nordeste vêm sendo desprezados nas pesquisas.

É bom salientar que o Datafolha é um dos poucos institutos de pesquisa que paga as diárias do pesquisador de acordo com a distância percorrida por ele e o tempo de viagem. Então, quanto mais longe o lugar e mais tempo leva pra chegar lá, mais o pesquisador ganha. Por causa disso, o gasto aqui pra cima torna-se mais elevado. Então, reduz-se o número de pesquisadores e, consequentemente, o número de entrevistados.

Isso afeta a pesquisa, com certeza, apesar do tratamento estatístico que pode ser feito.

Porém, por conhecer de perto a maioria dos grandes intitutos de pesquisa do Brasil, eu ainda confio mais no Datafolha.

Tudo bem, não vou colocar a minha mão inteira no fogo, só uns dois dedos.

18 de abril de 2010 15:21


Abaixo, publico a minha resposta para o Eduardo:


Blogger Marcos D. disse...

"Isso afeta a pesquisa, com certeza, apesar do tratamento estatístico que pode ser feito.". Eduardo


Eduardo, muito obrigado por comentar aqui no blog e fazer estes esclarecimentos.

Mas, é como você mesmo disse: o tratamento estatístico dado pelo Datafolha às suas pesquisas mais recentes (a partir de Março, em especial) passou a AFETAR o resultado final das suas pesquisas, sim. E é exatamente isso que estou dizendo aqui no blog.

Porém, também quero esclarecer que sempre confiei muito mais no Datafolha do que em qualquer outro instituto.

Entretanto, o problema é que nos últimos anos o jornal piorou muito em qualidade e isso atingiu o Datafolha.

Antigamente, eu acreditava em todas as pesquisas do Datafolha, independente de quais fossem os seus resultados.

Hoje, não acredito em mais nenhuma.

Obrigado e Volte Sempre!

3 comentários:

Transparência São Paulo disse...

Olá, Marcos D. Sou o Adm. do blog Transparência São Paulo (transparenciasaopaulo.blogspot.com) e peço autorização para postar a sua matéria da fraude do Datafolha no meu blog; caso concorde, informarei a fonte e colocarei um link para o seu blog.
Solicito ainda que me envie o link do seu RSS para que eu insira seu blog na minha lista de "blogs que acompanho". Qualquer dúvida, meu email é: transparenciasaopaulo@gmail.com

Vamos manter contato

Atenciosamente

TSP

Marcos D. disse...

Fique à vontade para reproduzir esta matéria, bem como qualquer outra daqui do blog, sem problema algum.

Abraço

Anônimo disse...

OK,tudo muito bom,tudo muito bem.

É até aceitável a questão logística citada pelo Eduardo,mas o que explica essa diferença gritante de fevereiro pra março??? Em menos de um mês DATAFOLHA dimnuiu o número de entrevistadores no Norte/Nordeste e aumenta em São Paulo??? Dimnuir no Nordeste até seria aceitável se fosse de forma isolada,mas se a questão é por falta de recursos financeiros,então como explica ter aumentado em SP???

Não entendo muito dessa questão,sou leigo no assunto,mas ao meu ver,compensar a perda do Nordeste com um aumento em SP,me parece,no mínimo,uma queda brusca na qualidade das amostragens ,e isso acontecendo nessa conjuntura atual,onde há claras evidências que a FOLHA apoia o candidato José Serra; o bombardeio que essa provocou contra o SENSUS e VOX,constitui,sobremaneira,um agravante que reforça suspeitas de manipulação por dolo mesmo. ORA,um instiuto de pesquisa vive de credibilidade,e o DATAFOLHA agir de tal forma em momento tão inoportuno,causa estranheza.

Sei não,sei não...