Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quarta-feira, 25 de julho de 2012

EUA defendem o Terrorismo na Síria, acusa Rússia!

Ministro das Relações Exteriores russo acusa EUA de defenderem o terrorismo na Síria - do Opera Mundi

Em entrevista coletiva, Sergey Lavrov também afirmou que o Conselho de Segurança deveria condenar os atos de terror no país
 

O ministro de Exterior russo, Sergey Lavrov, afirmou nesta quarta-feira (25/07), em uma coletiva de imprensa em Moscou, que “a reação de Washington às explosões em Damasco é uma justificativa ao terrorismo”. O Departamento de Estado norte-americano anunciou na semana passada que “os atos terroristas não são uma surpresa à luz das ações do regime de Assad”.
Lavrov disse aos jornalistas que “a declaração americana é um endosso ao terrorismo. Como devemos entender isso?”. E continuou: “Não consigo encontrar palavras para expressar nossa atitude em relação a isso (à declaração do Departamento de Estado dos EUA).”

Lavrov também expressou sua surpresa pelo fato de o Conselho de Segurança da ONU se recusar a condenar os atos de terror na Síria. A representante permanente dos EUA na ONU, Susan Rice, afirmou que os atos terroristas em Damasco contribuem para acelerar a adoção de uma resolução sobre a Síria de acordo com o Capítulo 7 do Estatuto da ONU, o que implicaria sanções severas, incluindo o uso da força armada.

“Em outras palavras, esta declaração americana significa ‘Vamos apoiar esses atos de terrorismo até que o Conselho de Segurança faça o que nós queremos’”, comentou Lavrov sobre as ações do representante dos EUA.

Falando sobre as sanções unilaterais da União Europeia contra Damasco, Lavrov deixou claro que a decisão contradiz as resoluções tomadas pelo Conselho de Segurança da ONU e os acordos alcançados nas negociações em Genebra no mês de março.

“A Rússia defende a discussão coletiva de todas as questões. Infelizmente, quando a UE, os EUA e alguns outros estados começaram a adotar sanções contra a Síria, não fomos consultados”, disse Lavrov. O ministro de Exteriores russo ressaltou ainda que a comunidade internacional deve negociar e conversar com ambos os lados do conflito.

A crise na Síria começou em março de 2011 e já deixou mais de 9 mil mortos, segundo a ONU.

Link:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23232/ministro+de+exterior+russo+acusa+eua+de+defenderem+o+terrorismo+na+siria+.shtml

Nenhum comentário: