Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 27 de julho de 2012

PAC-2 já concluiu 30% das obras previstas para término até 2014!

PAC-2 já concluiu 30% das obras previstas para término até 2014 - por Zé Dirceu - Publicado em 27-Jul-2012
Image
Em um ano e meio (janeiro/2011 a junho/2012) de execução do PAC-2, o governo já concluiu 30% do conjunto de ações e obras que programou terminar até 2014. Neste conjunto de iniciativas foram aplicados R$ 324,3 bi, o equivalente a 1/3 dos R$ 955 bi do orçado para investimento até aquele ano.

A maior parte foi investida do montante aplicado (R$ 129,3 bi) foi para o Minha Casa, Minha Vida, programa de habitação popular no qual foram contratadas 799 mil unidades habitacionais. As principais obras de infraestrutura, como a usina hidrelétrica de Belo Monte e o COMPERJ (complexo petroquímico do Rio) estão em dia e devem ficar prontas depois de 2014.

Neste ano, segundo o balanço divulgado pelo Ministério do Planejamento, o governo conseguiu o desembolso de despesas do Orçamento Geral da União (OGU). Os pagamentos e empenhos feitos com a parte programada para o PAC-2 de janeiro a junho deste 2012 foram da ordem de R$ 19,7 bi - 32% acima do volume registrado no mesmo período do ano passado.

Só 4% do conjunto das obras do PAC-2 estão em estágio preocupante

No geral, a execução do programa está 39% superior a do ano passado. Só 4% das obras do PAC 2 estão em estágio preocupante e 10% merecem classificação de "atenção", aí relacionadas as das áreas de energia, transportes, mobilidade urbana e recursos hídricos.

"O crescimento da execução em 2012 evidencia que o PAC 2 entra em um ciclo mais acelerado das obras, após a fase de preparação de ações - planejamento, licenciamentos, licitações e contratações - ocorrida em 2011", informou o governo federal.

“Esses R$ 324 bi são fundamentais porque levam benefícios à população, condições para que os setores econômicos possam se desenvolver bem (...) e têm um papel importante de enfrentar os efeitos da situação internacional adversa”, destacou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.

RDC acelera tempo de licitações e apressa execução das ações

Outra boa nova divulgada por ela: a adoção do Regime Diferenciado de Contratações (RDC) - originalmente concebido para obras da Copa e depois estendido a algumas do PAC - fará com que o prazo médio para a condução das licitações caia de 243 dias para 97.

“Há uma redução substancial dos prazos de licitação e de 17% no valor final das obras. Fazer lance (proporcionado pelo RDC) entre os participantes é o que leva a essa redução de preço”, afirmou Miriam Belchior. Na área de energia, o governo destacou a inauguração da plataforma da Petrobras P-59 que irá perfurar poços na costa brasileira.

"Com R$ 55,1 bi investidos neste eixo (energia), o parque gerador brasileiro aumentou sua capacidade em 3.886 megawatts desde o início de 2011. Até abril deste ano, também foram iniciados 321 poços exploratórios, sendo 161 em mar e 160 em terra, dos quais 203 já foram concluídos", acrescenta o balanço divulgado pelo Planejamento.

Na Petrobras, plataforma e poços em terra e no mar


Os investimentos em transportes somaram R$ 24,4 bi. O montante foi investido em rodovias (909 km), 16 aeroportos e 12 portos brasileiros. Mas, no caso das rodovias, o ritmo das obras passou de "adequado" para "atenção".

"Entre as ações em destaque [no setor de transportes] estão a construção do módulo operacional 2, no aeroporto de Brasília, e a restauração das pistas de pouso e decolagem do aeroporto de Curitiba. O PAC 2 aumentou a capacidade dos aeroportos em 8,4 milhões de passageiros por ano. As obras de dragagem nos portos de Fortaleza, Natal e Santos também estão prontas", informa o governo.

Link:

http://www.zedirceu.com.br//index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=1&Itemid=106

Nenhum comentário: