Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 29 de julho de 2012

'Veja' e o photoshop de um tempo histórico!

MENSALÃO: O PHOTOSHOP DE UM TEMPO HISTÓRICO - da Carta Maior

Quando Serra ataca blogs críticos, classificando-os de 'sujos', ou se refere  ao PT como um partido que usa métodos nazistas, e 'Veja' faz do photoshop seu principal argumento 'jornalístico' na demonização de lideranças adversárias --como na capa da edição desta semana, com o ex-ministro José Dirceu-- , o objetivo  é infantilizar o discernimento da sociedade, quebrar seu senso crítico em relação a valores e interesses que de outro modo figurariam como suspeitos, ou  mesmo intragáveis, ao imaginário social. 


A infantilização da política é a tradução 'popularesca' da judicialização, o recurso  extremo de um tempo em que  projetos e referências históricas do conservadorismo foram tragados pela conflagração entre os seus interesses e as urgências da sociedade humana --entre elas a urgência financeira e ambiental. 

Órfãos da crise do Estado mínimo, açoitados diariamente pelo noticiário econômico, soterrados nos escombros das finanças desreguladas, aqui e alhures, que argumento lhes resta, além do photoshop dos fatos na tentativa, algo derrisória, de ainda vender peixe podre como iguaria inexcedível?  

Ao reduzir a crise da economia e da sociedade a um tanquinho de areia, a direita brasileira quer garantir o seu recreio  nas próximas semanas, fantasiando a hora do lanche à conveniência das eleições municipais, com a esperada ajuda de alguns bedéis togados.

Pode ser que atinja seu objetivo no estrito espaço do faz de conta judicial ao qual deseja circunscrever a história. 

Mas o mundo real, que o photoshop tenta desesperadamente congelar, esse já ruiu (LEIA MAIS AQUI)
(Carta Maior; Domingo/29/07/2012)

Nenhum comentário: