Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

13 fatos que comprovam: Bolsa Família não é esmola!


13 fatos que comprovam: Bolsa Família não é esmola - do PT13 Minas Gerais

Tem gente que ainda insiste em não aceitar as inúmeras mudanças trazidas pelo Bolsa Família para a história recente do Brasil. Mas há fatos que são inquestionáveis. O VotePatrus13, site oficial da candidatura da Frente BH Popular à Prefeitura de Belo Horizonte, mostra 13 razões que comprovam que o programa de combate à miséria iniciado no governo Lula - e coordenado por Patrus Ananias - está mudando para melhor o Brasil. Nada a ver com “ajudazinha” ou “esmola”, como costuma afirmar o pensamento mais conservador na capital mineira.


1) O Bolsa Família recebe um orçamento bilionário todo ano - para 2012, ele deverá chegar perto dos R$ 20 bilhões. Patrus coordenou o uso desse dinheiro entre 2004 e 2010 -- sem sequer um mínimo indício de mau uso do dinheiro público

2) Como consequência do tópico anterior: pelo contrário, a forma eficiente como Patrus geriu o programa deu ao Bolsa Família fama mundial. O cadastro digital que reúne os dados socioeconômicos sobre as famílias pobres do país foi premiado em concursos sobre práticas inovadoras na gestão pública. Um deles foi o Concurso de Inovação na Gestão Pública organizado pela ENAP (Escola Nacional de Administração Pública)

3) Graças principalmente ao Bolsa Família, o ex-presidente Lula recebeu nos Estados Unidos, em 2011, o World Food Prize, um reconhecimento aos esforços do seu governo no combate à fome e à pobreza. O prêmio foi criado pelo cientista e Nobel da Paz Norman Borlaug

4) Mais de 13 milhões de famílias brasileiras -- ou mais de 50 milhões de pessoas -- recebem o benefício

5) O Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda condicionada da América Latina, em número de beneficiados

6) A eficiência na redução da miséria também deu ao Bolsa Família o prêmio Top of Mind, recebido em Salvador (BA)

7) O Bolsa Família é recomendado pela ONU como modelo para outros países em desenvolvimento. Tem ainda o apoio do Banco Mundial e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

8) O inovador e seguro sistema usado no Bolsa Família para acompanhar as famílias beneficiadas também foi premiado no XV Concurso Inovação na Gestão Pública Federal, da Escola Nacional de Administração Pública (Enap)

9) Além da transferência de renda, o Bolsa Família monitora a vida escolar dos beneficiados. De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o índice de frequência das crianças e adolescentes (de 6 a 17 anos) nas escolas aumentou 19,9% em relação aos alunos que não recebem o benefício

10) O trabalho infantil também caiu devido ao Bolsa Família. O número de horas em trabalho doméstico recuou 4,5%

11) O cumprimento do cronograma de vacinação é 15% maior entre as crianças de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família -- o programa exige do beneficiado cuidados com a saúde

12) Nos últimos anos, graças também ao Bolsa Família, um novo mercado consumidor foi criado no país, gerando mais empregos e recursos para o Brasil. Não é à toa que a taxa de desemprego atual está em seus menores patamares históricos

13) O Bolsa Família reduziu em intensidade nunca vista o chamado coronelismo na política brasileira -- o poder local de oligarquias que ficavam anos no poder graças a “presentes” doados a eleitores pobres apenas na época das eleições

Nenhum comentário: