Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Editor russo diz que país não aceitará mudança de regime na Síria!

Editor russo diz que país não aceitará mudança de regime na Síria - do Vermelho

Editor chefe da revista russa "Geopolítica", Leonid Savin, disse que o Pentágono pretende agravar a crise da Síria para desestabilizar o Oriente Médio e, finalmente, controlar o país, como fez na Líbia.


Em entrevista à Rádio Voz da Rússia estado Radio na última sexta-feira (10), Leonid Savin disse que os EUA, países ocidentais e alguns Estados árabes da estão cooperando e participando na execução de ações contra a Síria e de conspirações contra esse país.

Quanto à renúncia de Kofi Annan da condição de como enviado especial do secretário-geral da ONU para tratar dos assuntos sírios, Savin, disse que os países ocidentais, possivelmente apoiarão um substituto que siga suas posições.

Savin ressaltou que a maioria das pessoas que estão lutando contra o governo da Síria recebe apoio financeiro e logístico e no recente conflito em Aleppo um grande número de agentes estrangeiros, incluindo combatentes turcos, foram mortos.

Savin acrescentou que um número de extremistas islâmicos também participaram do conflito e isso indicava que a guerra na Síria não é uma guerra civil, mas um conflito levado adiante por grupos armados apoiados pelo Ocidente e alguns Estados árabes.

O especialista diisse que a Rússia deve apoiar o regime jurídico da Síria por três razões: em primeiro lugar, a mudança de regime na Síria vai causar perda de posição russa na região do Mar Mediterrâneo, porque a única base militar russa está na Síria.

A segunda razão é que, em caso de mudança na Síria, a Rússia perderá a sua reputação como um país que é capaz de tomar decisões em situações difíceis. A terceira razão é que Moscou perde a Síria como um aliado confiável.

Savin disse que se a Rússia se comportar na Síria como fez na Líbia, ela sofrerá uma derrota na defesa dos seus interesses nacionais.

Com Agência noticiosa iraniana Irna


Link:

 http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=190931&id_secao=7

Nenhum comentário: