Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 12 de agosto de 2012

EUA e Turquia debatem planos para agredir a Síria!

EUA e Turquia debatem planos para agredir a Síria - do Vermelho

Os Estados Unidos e a Turquia estão articulando planos para uma Síria sem Bashar Al Assad, afirmou neste sábado em Istambul a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, apesar dos avanços do exército sírio em sua luta contra os bandos armados da oposição.


Em coletiva de imprensa com seu homólogo turco, Ahmet Davutoglu, Clinton indicou que Washington e Ancara consideram o plano de implementar medidas efetivas para uma chamada transição de regime, assim como dar outros passos para ajudar a oposição síria, enquanto se intensifica o conflito no país árabe.

A secretária de Estado do governo Obama evitou aprofundar sobre o tipo de ações que realizariam contra o governo de Assad, mas admitiu como alternativa plausível a possibilidade de declarar uma zona de exclusão aérea sobre o território que os mercenários controlam.

Este é um assunto sobre o qual devemos discutir todos os tipos de opções potenciais, mas não podemos tomar as decisões sem fazer uma análise intensa e uma planificação operacional, agregou Clinton.

Há mais de um ano a Síria sofre os efeitos de uma guerra sem quartel entre o governo e bandos terroristas da oposição armada financiada pelo Ocidente.

No momento, as reuniões se sucedem na Turquia, para analisar a crises no país árabe, depois que Damasco anunciou avanços de seu Exército na ofensiva desenvolvida na cidade de Alepo, como prelúdio de uma eventual derrota dos opositores e o retorno à normalidade nessa cidade.

Da Redação do Vermelho com Prensa Latina



Link:

 http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=190969&id_secao=9


Nenhum comentário: