Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Policarpo, da Veja, era funcionário de Cachoeira, diz mulher do contraventor!

Policarpo, da Veja, era funcionário de Cachoeira, diz mulher do contraventor - da Rede Brasil Atual, publicado em 31/08/2012

Revelação está em documento de juiz que denunciou tentativa de extorsão para tirar o bicheiro da cadeia 

Policarpo, da Veja, era funcionário de Cachoeira, diz mulher do contraventor
Andressa Mendonça, mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira, complica ainda mais a revista Veja (Jose Cruz/ABr) 
 
São Paulo - O jornalista Policarpo Jr., diretor da revista Veja em Brasília, trabalhava também de maneira remunerada para o contraventor Carlos Cachoeira, segundo teria afirmado a mulher do bicheiro, Andressa Mendonça, ao juiz federal Alderico Rocha. A informação, obtida pela TV Record, foi publicada hoje (31) no site da emissora, o R7.

Andressa teria revelado a ocupação oculta de Policarpo em sua visita à sede da Justiça Federal em Goiânia, em julho, quando tentou chantagear Rocha para que esteve mandasse soltar o marido, preso desde fevereiro em consequência das operações Monte Carlo e Vegas, da Polícia Federal.

O conteúdo do diálogo entre Rocha e Andressa está em ofício encaminhado pelo próprio juiz ao Ministério Público Federal. “A sra. Andressa falou que seu marido Carlos Augusto tem como empregado o jornalista Policarpo Jr., vinculado à revista Veja, e que este teria montado um dossiê contra a minha pessoa”, diz trecho do documento.

O juiz falou ao R7 e teria confirmado as informações.

“Ela me perguntou se eu conhecia Policarpo, jornalista da Veja. Eu disse que não conhecia não, mas já tinha ouvido falar. Então ela disse assim: Sabia que ele trabalhou durante certo tempo para meu marido, Carlinhos? Durante um tempo o Carlinhos pagou ele para que fizesse uns serviços”.

Segundo o juiz, diante da negativa dele em conhecer ou saber mais sobre o jornalista, Andressa o ameaçou.

“Ela disse que agora o jornalista estava encarregado de montar um dossiê contra a minha pessoa e contra a senadora Katia Abreu (PSD-TO) que teria destratado ele [Cachoeira] na CPI. Que tinha fotos minhas entrando num avião de um amigo de infância e outras fotos e que isso tudo seria capa da revista Veja a mando de Carlinhos”.

Neste momento, Andressa teria escrito em um bilhete três nomes de pessoas ligadas ao juiz que teriam sido fotografadas com ele: Luís Pires, Maranhense e Marcelo Miranda.

Marcelo Miranda é ex-governador do Tocantins e teve o mandato cassado em setembro de 2009 por suspeita de abuso de poder político nas eleições de 2006, Maranhense é um fazendeiro da região do Tocantins e Pará, e Luís Pires seria um amigo de infância do juiz e supostamente responderia a processo por trabalho escravo.

Esta semana, a perícia da PF confirmou que a letra no bilhete entregue ao juiz Alderico Rocha é de Andressa. Com a confirmação de que a letra é mesmo da mulher que ficou conhecida como Musa da CPI, a PF deve encaminhar um relatório ao Ministério Público Federal, que fica responsável por uma possível denúncia ou pelo arquivamento do processo.

Link:

 

Nenhum comentário: