Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 4 de agosto de 2012

'Rejeição ao Serra' lidera pesquisas e será o novo prefeito de SP! - por Marcos Doniseti!

'Rejeição ao Serra' cresce no Ibope e lidera pesquisa para prefeito de SP! - por Marcos Doniseti!


Pesquisa do Ibope divulgada ontem apontou os seguintes resultados para a eleição na capital paulista:

Intenção de voto:

Serra - 26% (31% em Maio)
Russomano - 25%(16% em Maio)
Soninha - 7% (7% em Maio);
Haddad - 6% (3% em Maio);
Chalita - 5% (6% em Maio);
Paulinho - 5%  (5% em Maio);
Giannazi - 1% (1% em Maio);
Ana Luíza - 1%.

Rejeição:

Serra - 34% (35% em Maio);
Soninha - 13% (17% em Maio);
Eymael - 11%;
Levy Fidelix - 11%;
Haddad - 9% (12% em Maio);
Chalita - 8% (11% em Maio);
Russomano - 8% (13% em Maio).

Essa pesquisa mostra a 'Rejeição ao Serra' irá ganhar a eleição em SP! Afinal, ela já lidera com 34% no Ibope e 37% no Datafolha.

Nenhum candidato tem tanta intenção de voto quanto a 'Rejeição ao Serra'. E nenhum outro candidato é tão rejeitado quanto o Serra.

Caso este cenário se mantenha até o segundo turno da eleição, Serra será derrotado. O candidato que o enfrentar acabará vitorioso da eleição, seja ele quem for, pois grande número de eleitores votará contra Serra.

Os resultados de duas pesquisas Ibope deste ano (de Maio e Agosto) mostram que a diferença entre Serra e Russomano desapareceu, depois de chegar a 15 p.p. em Maio. Agora, eles estão em situação de empate técnico.

É bom ressaltar que as pesquisas feitas nesta altura da disputa refletem mais o grau de conhecimento do candidato pelo eleitorado e somente depois de algumas semanas após o início do horário eleitoral gratuito é que será possível ter uma idéia melhor das chances dos candidatos.

A grande expectativa, sem dúvida alguma, se dá com relação ao candidato Fernando Haddad, do PT, que tem 6% na pesquisa Ibope e 7% no Datafolha, mas que terá o apoio de Lula, cuja popularidade é imensa, mesmo na cidade de São Paulo, e da presidenta Dilma, que está cada vez mais popular, como mostrou a pesquisa CNT/Sensus divulgada ontem.

Desde a eleição municipal realizada em 1988, nenhum candidato do PT teve menos de 30% dos votos na capital paulista em eleições para a prefeitura da maior cidade brasileira. Então, tudo indica que este é o 'piso' de Haddad e este percentual somente não foi atingido, ainda, porque ele é desconhecido da maioria absoluta do eleitorado, como as mais recentes pesquisas demonstram, pois nunca disputou uma eleição em sua vida pública.

Esse mesmo problema aconteceu com a atual presidenta Dilma, que tinha apenas 3% nas primeiras pesquisas eleitorais e que, à medida que o seu nome foi se tornando mais conhecido do eleitorado, ela passou a crescer, terminou o 1o. turno em primeiro lugar e acabou vitoriosa no 2o. turno, derrotando Serra com 56% dos votos.

O apoio de Lula para Haddad será intenso e já se vê, na capital paulista, propaganda mostrando esse apoio. Com certeza, isso começará a fazer com que Haddad cresça bastante nas pesquisas, principalmente após o início do horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, que começará no dia 21 de Agosto.

E caso Haddad venha a enfrentar Serra num eventual segundo turno, a presidenta Dilma estará totalmente livre para lhe dar o seu apoio, já que o candidato petista estará disputando contra Serra, do PSDB, que é um partido de oposição ao governo Dilma.

E mesmo que Russomano venha a ser o adversário de Serra no segundo turno, hipótese na qual não acredito (penso que Haddad enfrentará Serra), ele terá o apoio de Lula e de Dilma, pois o PRB é um partido que faz parte da base aliada do governo Dilma e apoiou Lula durante todo o mandato deste, pois o saudoso Vice-Presidente da República José Alencar era do PRB. 

Portanto, o atual cenário eleitoral da maior cidade brasileira ainda deverá passar por mudanças, mas ele já mostra que Serra terá imensas dificuldades para se eleger prefeito de São Paulo, pois terá contra si o ex-Presidente Lula e a presidenta Dilma, altamente populares.

Em função de tudo isso, é muito provável que o adversário de Serra, num eventual segundo turno da disputa pela prefeitura de SP, venha a ganhar a eleição, não importando quem será este candidato (Haddad, Russomano, Chalita). 


Links:

Pesquisa Ibope de Agosto-2012:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1131597-ibope-aponta-serra-e-russomanno-empatados-na-lideranca-em-sp.shtml

Pesquisa Ibope de Maio-2012:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1088038-ibope-mostra-serra-com-31-das-intencoes-e-russomanno-com-16.shtml

Pesquisa Datafolha de Julho-2012:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1123645-serra-e-russomanno-lideram-disputa-pela-prefeitura-de-sp.shtml

Nenhum comentário: