Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 12 de agosto de 2012

Romney escolhe favorito do Tea Party para candidato a vice-presidente!

Romney escolhe favorito do Tea Party para candidato a vice-presidente - do Opera Mundi

O conservador congressista do Wisconsin Paul Ryan, de 42 anos, é conhecido por ser um feroz inimigo dos gastos públicos

Efe
O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Mitt Romney escolheu o legislador do Wisconsin Paul Ryan, inimigo dos gastos públicos e apoiado pelo movimento conservador Tea Party, como seu candidato a vice-presidente, anunciou neste sábado (11/08) sua campanha através de um aplicativo para tablets e smartphones.

A especulação em torno do nome de Ryan já era grande. Os nomes de vários potenciais aspirantes a vice foram levantados essa semana, entre eles o do ex-governador de Minnesota Tim Pawlenty e o do senador Rob Portman, de Ohio.

Com a escolha de Ryan, Romney parece ter escolhido agradar a ala mais conservadora do Partido Republicano, hesitante e pouco entusiasmada com o pré-candidato à Presidência.

Depois de trabalhar em 1996 para o candidato republicano à vice-presidência Jack Kemp, Ryan foi eleito para o Congresso pela primeira vez em 1998, aos 28 anos. Em 2004 ganhou fama pelos esforços para privatizar o programa de aposentadorias do governo.

Com 42 anos, ele já tem sete mandatos como congressista e vem de um estado de maior democrata, onde as pesquisas de intenção de voto dão 51% a Obama contra 45% para Romney.

O político é católico praticante e diz que o que aprendeu com a igreja tem reflexo nas políticas que defende. Romney é mórmon e essa é uma das razões de alguma desconfiança entre a base republicana.

O jornal The Washington Post afirma que a escolha de Ryan para acompanhar Romney deixa os eleitores com uma escolha mais clara e mais radical entre como resolver questões de gastos e de impostos: Ryan defende a redução da dívida sem aumentar os impostos, “alterando radicalmente a relação dos norte-americanos com o governo”, escreve o jornal.

Como líder do Comitê do Orçamento da Câmara de Representantes, Ryan pode ajudar a dar força ao argumento de que os republicanos sabem como lidar com um país numa crise econômica. Outro lado da escolha de Ryan é que ele é um vice que traz um ponto de vista e uma contribuição política, deixando de ser uma figura mais decorativa.

Link:

 http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23607/romney+escolhe+favorito+do+tea+party+para+candidato+a+vice-presidente.shtml

Nenhum comentário: