Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 22 de setembro de 2012

Collor e Russomanno: Tudo a Ver - por Marcos Doniseti!

Collor e Russomanno: Tudo a Ver - por Marcos Doniseti!



Matéria do 'Valor Econômico' publicada hoje, e que foi reproduzida pelo blog do Nassif, mostra alguns dos principais motivos pelos quais a candidatura de Celso Russomanno se tornou tão popular nas periferias da capital paulista.

Segundo a mesma, há uma grande insatisfação entre a população da periferia paulistana com a péssima qualidade dos serviços públicos, principalmente com os de transporte, segurança pública e o de saúde.

Um morador de Cidade Tiradentes, no extremo da Zona Leste paulistana (na qual vive cerca de 33% da população da capital), criticou fortemente o fato de que a Rota vai até lá apenas para matar as pessoas, porém responsabilizou ao prefeito Kassab por isso, sendo que a Segurança Pública é responsabilidade do governador do estado, Geraldo Alckmin, que é quem controla e comanda a Rota.

Porém, essa é uma parcela da população de origem popular, mas que, muitas vezes, professa valores conservadores e cujo grau de desinformação é brutal, misturando cargos, candidatos, partidos e responsabilidades administrativas.

Enfim, quando o povo está insatisfeito, revoltado com a sua situação, ele se volta contra todos os governantes em geral, não importando se a responsabilidade pelos problemas é do prefeito, do governador ou do presidente da República. Nesta circunstância, muitos eleitores simplesmente votam naquele candidato que vê como 'o diferente'. É o famoso candidato visto pela população como sendo o  'outsider', que não se mistura com os outros, embora o mesmo não seja tão diferente assim e tenha feito alianças com forças políticas tradicionais.

Assim, Russomanno (que foi do PP malufista por 14 anos e que também foi deputado federal por 4 mandatos) repete o fenômeno Fernando Collor de 1989, ex-deputado federal pela Arena-PDS, parte de uma família que dominva a Mídia alagoana (o que acontece até os dias atuais), cujo avô (Lindolfo Collor)  tinha sido o primeiro ministro do Trabalho do governo Getúlio Vargas (em 1930-31) e cujo pai (Arnon Afonso) foi Senador, na época da Ditadura Militar, pela ARENA.

Apesar de tudo isso, Collor soube se 'vender' como o candidato que era diferente de todos os outros e que não se misturava com os políticos tradicionais.

Outros fatores aproximam Collor e Russomanno, como: Partidos minúsculos (PRB no caso de Russomanno e PRN no caso de Collor), sem representatividade alguma, ou muito reduzida, na sociedade, com apoio de fortes segmentos midiáticos (Rede Globo no caso de Collor e Rede Record-IURD no caso de Russomanno), boa presença no vídeo, fazendo um discurso individualizado ('você que me vê/ouve') e suficientemente vago e genérico para não se comprometer com nada ou com coisa alguma aproximam os fenômenos Collor de 1989 e Russomanno de 2012.

Assim, pode-se perfeitamente concluir: Collor e Russomanno - Tudo a Ver!

Link:

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/insatisfacao-define-o-voto-na-zona-leste-de-sao-paulo#comment-1058022

Nenhum comentário: