Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

OEA: Credibilidade do Paraguai dependerá de eleições 2013!

OEA: Credibilidade do Paraguai dependerá de eleições 2013

Agência Brasil Por:  - Publicado em 30/08/2012

Brasília - A restauração da credibilidade internacional do Paraguai depende da transparência e legitimidade do processo eleitoral no país. O Paraguai foi suspenso do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) porque os líderes regionais desconfiam que a destituição do então presidente Fernando Lugo do poder, em junho, tenha rompido com a democracia. A avaliação foi deita pela missão de observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Em 21 de abril de 2013, cerca de 3 milhões de paraguaios vão às urnas escolher o presidente, o vice-presidente, governadores e parlamentares. A missão da OEA encerra hoje (30) o trabalho de investigação sobre a situação política no Paraguai, neste período que antecede as eleições.

O chefe de gabinete do Secretaria-Geral da OEA, Hugo de Zela, disse que a promoção de eleições de forma transparente servirá para que as nações, que fazem restrições atualmente ao Paraguai, possa mudar de posição. Em dezembro, a organização enviará uma missão que ficará até abril no país e será chefiada pelo ex-presidente da Costa Rica Oscar Arias.

Ontem (29), os observadores estrangeiros se reuniram com representantes do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) e do Congresso Nacional do Paraguai. O vice-presidente do TSJE, Juan Manuel Morales, disse que as autoridades paraguaias se comprometem a trabalhar em parceria com a OEA. Segundo ele, a missão vai colaborar com a Justiça Eleitoral do Paraguai no que se refere à "presença, participação e ao controle."

Em 22 de junho deste ano, Lugo foi destituído do poder, depois de submetido a processos de impeachment na Câmara e no Senado. Para os líderes políticos da região, faltou tempo hábil para o ex-presidente se defender. Porém, as autoridades paraguaias negam irregularidades, informando que o processo seguiu o que determina a Constituição do país.

Link:

http://www.redebrasilatual.com.br/temas/internacional/2012/08/oea-credibilidade-do-paraguai-dependera-de-eleicoes-2013

Nenhum comentário: