Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 22 de setembro de 2012

Pesquisas em SP: um caso de polícia?

Pesquisas em SP: um caso de polícia? - por Felipe Rousselet, no SPressoSP

publicada sexta-feira, 21/09/2012
Por Felipe Rousselet, no SPressoSP

Nesta semana, foram divulgados os resultados de duas pesquisas de intenções de voto na cidade de São Paulo. Entretanto, os levantamentos do instituto Vox Populi e do Datafolha divergem quanto ao candidato que ocupa o segundo lugar na preferência do eleitorado paulistano.

O Vox Populi, em pesquisa encomendada pelo PT, aponta a continuidade da subida do candidato do PT, Fernando Haddad (18%), e também mantém a trajetória de queda do candidato do PSDB, José Serra (17%). Já o instituto Datafolha apontou uma reviravolta nas curvas das pesquisas. De acordo com o instituto, Haddad teria caído para 15% das intenções de voto, enquanto Serra parou de cair e subiu 1 ponto percentual, chegando a 21% das intenções de voto.

Diante desta diferença nos números, o Movimento dos Sem-Mídia irá entrar com uma representação na Polícia Federal para que os institutos sejam investigados. “Todos os treckings dos partidos e mais uma pesquisa Vox Populi, divulgada anteontem, davam números bem diferentes”, afirmou o presidente do Movimento dos Sem Mídia e editor do Blog da Cidadania, Eduardo Guimarães.

Segundo ele, os dados das pesquisas e a entrevista do coordenador de campanha do candidato Fernando Haddad, Antônio Donato, ao blog Viomundo, “constituem uma evidência que estaria havendo manipulação de pesquisas”. “Em princípio, na minha opinião particular, pelo Datafolha”, disse.

Em entrevista ao blog Viomundo, o coordenador de campanha e presidente municipal do PT, Antônio Donato, acusou o Datafolha de não querer mostrar a ultrapassagem de Haddad sobre Serra. “Acredito que vão empurrar ao máximo com a barriga a divulgação dessa ultrapassagem, a menos que a gente consiga abrir uma vantagem muito grande. Enquanto estiver na margem de erro, eles não vão noticiar. Nós não podemos ter essa ilusão. O DataFolha, como o próprio nome diz, é da Folha. É o patrão”, afirmou Donato.

Eleições presidenciais de 2010

Não é a primeira vez que o Movimento dos Sem-Mídia faz uma representação para que pesquisas eleitorais sejam investigadas. Em 2010, durante a eleição presidencial, o movimento contestou os resultados diferentes apontados pelos institutos.

“A diferença chegou a ser de 12 pontos a favor do Serra no Datafolha, enquanto no Census e no Vox Populi estava dando empate. Então o Movimento dos Sem-Mídia representou na PGE (Procuradoria Geral Eleitoral), a ação foi recebida pela Dra. Sandra Puro, que é a subprocuradora até hoje, e dissemos o seguinte: um está falando que o outro está mentindo, como é crime federal falsificar pesquisa e dá até cadeia e multa, 3 anos de cadeia e multa de mais de 100 mil, eu representei pedindo investigação”, disse Guimarães.

A Procuradoria Geral Eleitoral acolheu a representação e determinou a abertura de um inquérito na Polícia Federal. Porém, de acordo com Guimarães, a investigação não foi para frente. Segundo Guimarães, como o inquérito de 2010 ainda está aberto não existe a necessidade de recorrer a Procuradoria Geral Eleitoral, uma vez que já existe uma investigação em curso sobre o tema.

“Como estamos no Brasil, no começo deste ano fui chamado na Polícia Federal para reiterar a denúncia que fiz em 2010. Eu reiterei e essa investigação, que não está andando, continua aberta. Se não estivesse aberta teria que ser comunicado. Então não é preciso mais recorrer a PGE, por força de que existe um inquérito sobre este assunto tramitando. Então, eu vou adensar a investigação em curso na Polícia Federal estes fatos novos”, esclareceu.

Grupo Folha
 
Movimento dos Sem-Mídia organizou um protesto em frente à Folha de S.Paulo, em 2009, quando o jornal classificou a ditadura militar como “ditabranda” (Foto: Gladstone Barreto / Blog São Paulo Urgente / Flickr)
 
O presidente do Movimento dos Sem-Mídia ainda afirmou que o Grupo Folha atua em favor da candidatura de José Serra em São Paulo.

“Essa história em relação ao Serra é velha. A gente sabe que a Folha é um jornal que tem uma identidade com o PSDB muito grande. Dizem até, existe essa lenda urbana, que o velho Frias disse que não iria morrer sem ver o Serra Presidente da República. E basta ver o noticiário. Nesta semana a Folha de S.Paulo dá uma interpretação de um pedido do Haddad para a suspensão de uma propaganda do Serra que vincula o Haddad ao mensalão. O Haddad diz que associá-lo a gente que está sendo julgada por crime é degradante. O que a folha faz. Manipula isso e coloca uma manchete falando que o Haddad disse que ser ligado ao José Dirceu é degradante”, acusa Guimarães.

Apesar da sua posição pessoal sobre a relação entre a candidatura de Serra e o jornal Folha de S.Paulo, Guimarães esclarece que o objetivo da representação é investigar os dois institutos, Vox Populi e Datafolha, e assim verificar se algum dos candidatos foi beneficiado intencionalmente.

“Eu acho uma afronta ao povo de São Paulo, seja quem for, mesmo que a investigação descubra que o Vox Populi tentou beneficiar o Haddad. Isso é antidemocrático, é criminoso. A democracia brasileira não pode conviver com este tipo de estratagema. Na verdade, estão batendo a carteira do eleitor. Estão fazendo o eleitor de idiota. Tentando transformar o eleitor em gado e nós não somos gado, somos cidadãos que temos direito a informação correta. Não podemos ser vítimas de manipulações nem a favor do Serra, nem a favor do Haddad e nem a favor de ninguém”, frisou.

O presidente do Movimento dos Sem-Mídia informou que a expectativa é que a representação seja entregue para a Polícia Federal na próxima segunda-feira (24).

Leia outros textos de Plenos Poderes

Link:

http://www.rodrigovianna.com.br/plenos-poderes/pesquisas-em-sp-um-caso-de-policia.html#more-15582

Nenhum comentário: