Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Vendas de veículos batem recorde em agosto por causa de IPI menor, diz Anfavea!

Vendas de veículos batem recorde em agosto por causa de IPI menor, diz Anfavea

06/09/2012
Flávia Albuquerque
Repórter da Agência Brasil

São Paulo –  O presidente da  Associação Nacional dos Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, disse  hoje (6) que a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) concedida pelo governo e a expansão das linhas de financiamento motivaram o recorde nas vendas de veículos em agosto, com alta de 15,3%  na comparação com julho.

“Sem o IPI não seria possível atingir esses números, o grande salto foi mesmo devido a isso,” argumentou. De acordo com o balanço da entidade, foram vendidas 420.080 unidades em agosto, contra 364.196 em julho. Na comparação com agosto de 2011, quando foram comercializadas 327.610 unidades, o aumento foi 28,2%. No acumulado do ano, o crescimento é 5,5%, com a venda de 2,371 milhões de unidades.

A produção da indústria automobilística cresceu 10,6% em agosto, com 329.266 novas unidades produzidas. Com relação ao mesmo mês do ano passado, a produção aumentou 1%. Já no acumulado do ano, foram produzidas 2,180 milhões de unidades, contra 2,349 milhões nos oito primeiros meses do ano passado – queda de 7,2%.

Quanto às exportações, o setor registrou alta de 42,8%, com 42.464 veículos comercializados no mercado externo, contra 29.736 em julho. No comparativo com agosto de 2011, as exportações caíram 9,5%, e com o acumulado do ano, a queda é 15,1%. A estimativa da entidade, conforme Belini, é o setor fechar o ano com crescimento de 5%.
 
Edição: Carolina Pimentel

Nenhum comentário: