Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 17 de novembro de 2012

Áreas de irrigação no país devem dobrar em cinco anos!


Áreas de irrigação no país devem dobrar em cinco anos, estima ministro da Integração Nacional

Luana Lourenço - Repórter da Agência Brasil

Brasília - O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, disse hoje (13) que a área de terras agrícolas irrigadas no país pode dobrar em cinco anos. 
A expectativa do ministro é que a nova Política Nacional de Irrigação – que está tramitando no Congresso – e o Programa Mais Irrigação, lançado hoje pela presidenta Dilma Rousseff, garantam essa expansão.
Segundo o ministro, atualmente, o Brasil tem 5,5 milhões de hectares de áreas irrigadas, a grande maioria em terras privadas. Os perímetros públicos de irrigação somam 330 mil hectares, divididos entre o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e algumas áreas estaduais.
“No horizonte de cinco, seis anos, poderemos ver a área de irrigação no Brasil ser duplicada. Tenho muita animação que a nova lei nacional de irrigação e esse instrumento de PPP [parceria público-privada] que estamos inaugurando vão acelerar a implantação de novas áreas irrigadas Brasil afora”, declarou.
O Mais Irrigação, lançado hoje pelo governo, prevê investimentos federais de R$ 3 bilhões e mais R$ 7 bilhões em PPPs para projetos no Semiárido. 
As concessões terão prazo até 40 anos, segundo o ministro.
O governo deve licitar primeiro o direito de exploração agrícola das terras que serão irrigadas, o vencedor será quem oferecer o maior valor pelo uso da água. Em seguida, outra licitação vai definir quem vai implantar e operar a infraestrutura necessária para a irrigação.
O edital do primeira área de irrigação a ser licitada, Pontal (PE), foi lançado hoje. No total, 66 projetos receberão recursos do programa.

Edição: Aécio Amado

Link:

Nenhum comentário: