Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Mais quatro anos para Obama!


Mais quatro anos para Obama - da Esquerda.net

Candidato democrata ganha com margem confortável no colégio eleitoral e pequena vantagem no voto popular. Romney demorou 90 minutos a reconhecer a derrota. Democratas mantêm o controlo do Senado e os republicanos o da Câmara de Representantes. Foi a campanha mais cara da história dos EUA.

O presidente Barack Obama foi reeleito nesta terça-feira presidente dos Estados Unidos, numa eleição muito disputada. Mesmo depois de fechadas as urnas, as sondagens não se arriscavam a prever o vencedor. Foi preciso esperar pelo resultado de um dos principais estados em disputa, Ohio, para confirmar a vitória do candidato democrata.

Obama venceu com uma boa margem no colégio eleitoral – obteve pelo menos 303 votos, mais do que George W. Bush em 2000, que teve 271 votos. Obama conseguiu também uma ligeira vantagem no voto popular.

O panorama político nos EUA, porém, mantém-se bastante semelhante ao do mandato anterior, com os democratas mantendo o controle sobre o Senado, enquanto que os republicanos asseguraram a renovação da sua maioria na Câmara.

“Para os Estados Unidos da América, o melhor ainda está para vir”, disse Obama no seu discurso de vitória, afirmando que começa o novo mandato “mais determinado e mais inspirado do que nunca” e procurando um tom conciliatório para se colocar acima das diferenças partidárias.

O adversário de Obama, Mitt Romney, demorou cerca de 90 minutos até reconhecer a derrota, e a sua equipe de assessores chegou a estar de malas prontas para apresentar a contestação e pedido de recontagem em vários estados onde Obama vencera por pouco. Só desistiram quando ficou claro que nem assim haveria qualquer hipótese de vitória do candidato republicano.

Na verdade, Obama venceu em quase todos os estados cujo resultado estava em disputa: Ohio, Colorado, Nevada, Wisconsin, New Hampshire e Virginia. Destes estados em disputa, Romney apenas ganhou na Carolina do Norte. Nem foi necessário, como em 2000, aguardar os resultados da Florida, onde a contagem ainda não terminou mas Obama estava na frente.

Esta foi a campanha mais cara da história dos Estados Unidos. Segundo as estimativas finais, Obama terá gasto perto de um bilhão de dólares e Romney 800 milhões.


Nenhum comentário: