Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 12 de maio de 2013

A Seleção Brasileira de Futebol foi 'neoliberalizada'! - por Marcos Doniseti!


A Seleção Brasileira de Futebol foi 'neoliberalizada'! - por Marcos Doniseti!

Com tanto patrocinador, assim, o técnico da Seleção Brasileira virou apenas um empregado que recebe ordens das empresas que desejam associar a sua marca à imagem da Seleção Brasileira. E o Futebol brasileiro, com isso, virou apenas mais uma fonte de lucros para o Capital Neoliberal Globalizado. 

Diferente do que leio por aí, penso que Mano Menezes e Felipão são bons treinadores de futebol, sim. Nos clubes pelos quais passaram eles sempre conseguiram desenvolver bons trabalhos e criar times vencedores e competitivos, mesmo quando treinavam equipes consideradas 'pequenas' ou quando assumiam clubes em má situação.

Um caso concreto é o do Corinthians, cujo comando Mano assumiu, no final de 2008, quando o Timão caiu para a Série B do Brasileirão e o clube estava virtualmente falido, sendo motivo de piada para os outros torcedores. 

Felipão transformou uma Seleção de terceira categoria da Europa, a de Portugal, que apenas fazia figuração nas competições que disputava, numa equipe forte e competitiva, elevando-a a um novo patamar no futebol europeu e mundial. 

Ninguém faz trabalhos como esses sendo incompetente.  

Mas o fato é que a tal da Seleção Brasileira acabou e técnico da Seleção Brasileira, hoje, não manda mais nada ou muito pouco. 

O fato concreto é que a Seleção Brasileira virou um gigantesco negócio, onde o dinheiro manda, mostrando que ela foi totalmente 'Neoliberalizada'! 

Basta ver o número de patrocinadores que ela tem (ver imagem acima). 

Meu pai, que tem 73 anos, acompanha Futebol desde 1950, quando tinha apenas 10 anos de idade (ele se lembra, de memória, da escalação do Corinthians daquele ano em que o Brasil foi derrotado pelo Uruguai na final da Copa do Mundo), e vive me dizendo que o nome Seleção Brasileira surgiu porque, antigamente, somente os melhores jogadores eram convocados. 

No entanto, hoje em dia, convoca-se qualquer jogador mediano, muito em função dos interesses dos empresários e dos dirigentes, que desejam valorizar o mesmo. 

Nada a ver com Futebol, portanto. 

Ainda temos jogadores técnicos e talentosos, mas os melhores são jovens, imaturos e mimados demais (casos de Neymar e Lucas) e, claramente, são muito novos para carregar a responsabilidade de levar o Brasil à conquista de um novo título mundial. 

Ou então temos jogadores veteranos, que já estão se aproximando do fim da carreira (tipo Ronaldinho Gaúcho e Kaká), que já conquistaram aquilo que desejavam no futebol e que estão mais interessados em encher os bolsos ou em aparecer na mídia. 

Desta maneira, hoje, a Seleção Brasileira tem tudo para dar um gigantesco vexame na Copa de 2014. É provável que isso não aconteça, mas duvido que venhamos a conquistar a Copa do Mundo. 

Outras seleções estão em situação muito melhor, praticando um futebol moderno, eficiente, competitivo e com jogadores bastante talentosos que fazem de tudo para vencer. 

Exemplos: Espanha, Alemanha, Argentina, que são, para mim, as grandes favoritas para vencer a próxima Copa. E outras seleções competitivas correm por fora, como são os casos da Holanda, Itália e França. 

E sem falar das surpresas, que às vezes aparecem nas fases decisivas, mas que dificilmente ganham a Copa. Exemplos: Turquia e Coréia do Sul na Copa de 2002, Bulgária e Suécia na Copa de 1994, entre outros. 

Sinceramente, espero estar errado, mas o fato é que, hoje, temos tudo para perder a próxima Copa. 

E se isso acontecer, não tenho a menor dúvida de que a razão principal, mas não a única, é a transformação da Seleção Brasileira em uma fonte de negócios milionários e muito mal explicados. 

O técnico ou os jogadores, propriamente ditos, terão muito pouco a ver com isso. 

Link:

http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2013/05/selecao-brasileira/brasil-segue-em-19-no-ranking-da-fifa-e-granada-dispara.html

Nenhum comentário: