Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

terça-feira, 18 de junho de 2013

Sistema político precisa incorporar representantes eleitos por movimentos sociais! - por Marcos Doniseti!

Sistema político precisa incorporar representantes 

eleitos por movimentos sociais! - por Marcos Doniseti!


O atual sistema político terá que ampliar o acesso aos novos segmentos sociais que não se sentem representados pelos partidos políticos tradicionais, bem como pelas igrejas, sindicatos, entre outros.

São principalmente estes segmentos que estão nas ruas do país inteiro, protestando não apenas contra aumentos de tarifas de transporte coletivo, mas principalmente porque não se sentem representados politicamente no atual sistema de democracia representativa que vigora em nosso país.

Essa geração de jovens demonstra, claramente, que não é representada por nenhum dos partidos políticos existentes e tampouco pelos movimentos sociais tradicionais, pelos quais não sentem nenhuma atração, devido à sua natureza hierarquizada, disciplinada e que não abre espaço para a sua participação e para as suas demandas.

Neste sentido, talvez fosse necessário adotar uma ideia mais ousada, a fim de ampliar o alcance da representação política: eliminar o monopólio dos partidos políticos na representação política nos cargos legislativos (Congresso Nacional, Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores).

Assim, os movimentos sociais deveriam ter o direito de lançar candidatos a cargos eletivos, sem que fosse necessário estar filiado a qualquer partido.

Essa cota mínima poderia ser de uns 25%-30% dos representantes eleitos para o Legislativo (Congresso Nacional, Deputados Estaduais e Vereadores).

Com isso, estaria garantida a representação política de amplos e significativos setores da sociedade que se organizam de uma outra maneira, diferente da tradicional, e que não são representados pelos partidos políticos e movimentos sociais tradicionais.

Sem isso, corremos o sério risco de vermos se desenvolver um crescente e acelerado processo de deslegitimação do sistema democrático representativo.


Nenhum comentário: