Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 10 de agosto de 2013

Dilma: Geração de empregos no 1º semestre de 2013 foi melhor que todo o primeiro mandato de FHC!

Dilma: 1º semestre foi melhor que uma gestão inteira de FHC



Em inauguração do campus Osório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, a presidenta Dilma Rousseff participou da formatura de alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Para a plateia de formandos destacou que de janeiro a junho foram criados 826 mil postos de trabalho, número que supera o total da primeira gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-1998).






Dilma refutou argumentos de críticos de que uma conjuntura econômica mais favorável justificaria os resultados de seu governo. 

“Ah, vão dizer que a situação naquela época era diferente. Mas o ponto é exatamente esse. A situação naquela época era diferente. É diferente. Esse governo tem compromisso com o emprego, tem compromisso com a redução da inflação e tem compromisso com o bem-estar da população”, disse.

Dilma lembrou que FHC criou uma lei que impedia o governo federal de expandir a rede de escolas técnicas. “Nós tivemos que ir à Justiça derrubar essa proibição para poder investir em ensino técnico profissionalizante no Brasil”, lembrou. Desde que foi criado, em 2011, o Pronatec já formou quatro milhões de estudantes.

A presidenta também ressaltou que o mero crescimento do Produto Interno Bruto do país não representa o desenvolvimento do povo (segundo o IBGE, o PIB de 2012 cresceu 0,9% e 2,7% em 2011). “O sinônimo de crescimento não é uma medida econômica. Tem que crescer a qualidade de vida da população, tem que melhorar os serviços públicos para que haja também melhorias de vida, na renda, no emprego, na qualidade de trabalho de cada um dos brasileiros e brasileiras.”

Educação

Dilma disse ainda que uma das prioridades do governo federal é assegurar os investimentos para educação. Ela voltou a defender o uso dos recursos advindos do petróleo para aumentar a competitividade do país, por meio de profissionais mais bem qualificados.

“A capacitação profissional é fundamental para o Brasil. Nós precisamos ter uma ênfase na educação por todos os motivos. Hoje, eu vou falar da competitividade da economia brasileira. (…) Nós temos sempre de procurar aumentar, tanto a competitividade, mas sobretudo a produtividade da nossa economia. E a gente sabe que o profissional melhor formado (…) vai também produzir mais valor, ser capaz de ter um salário melhor e tudo isso vai contribuir para o crescimento do Brasil”, ressaltou.

A presidenta afirmou que seu governo teve grande empenho para ter qualidade de ensino profissional compatível com a necessidade do mercado de trabalho.

Antes da cerimônia, Dilma visitou as instalações do novo campus.

de Osório do IFRS.
Campus

A inauguração do campus de Osório, atende cerca de 400 alunos em cursos técnicos e superiores, faz parte da ação de expansão da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica. A rede é composta por 38 institutos federais presentes em todos estados, com oferta de ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia e licenciaturas e cursos de pós-graduação. No evento, ainda foi realizada a formatura de 430 alunos dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Eleições 2014

Ao ser questionada se estava se preparando para a campanha eleitoral, a presidenta afirmou, em entrevista coletiva na Zona Sul de Porto Alegre, que ainda não tem motivos para fazer campanha e quer apenas governar.

"Eu estou defendendo aqui o meu governo. Eu não faço campanha, sabe por quê? Todo o resto é que tem de fazer campanha porque aqui é o meu lugar. Eu estou sentada neste lugar, eu estou exercendo o governo. Eu quero é governar. Estou preparadíssima para governar até o dia 31 de dezembro de 2014", afirmou.


Link:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=220845&id_secao=1#.UgYfBGRKbAE.twitter

Nenhum comentário: