Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 27 de outubro de 2013

Dilma anuncia R$ 5,4 bilhões para metrô e trens em São Paulo!

Dilma anuncia R$ 5,4 bilhões para metrô e trens em São Paulo - da Rede Brasil Atual, 25/10/2013

Cerimônia será no Palácio dos Bandeirantes, ao lado do governador tucano Geraldo Alckmin e do prefeito petista Fernando Haddad
São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff anuncia hoje (25) em São Paulo investimentos de R$ 5,4 bilhões para expansão de linhas de metrô e de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A cerimônia ocorre no Palácio dos Bandeiras, com as presenças do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do prefeito Fernando Haddad (PT).
"Os movimentos de junho não foram apenas pelos 20 centavos. Foram por mais direitos. Por isso, respondemos com a proposta dos cinco pactos. Um deles é da mobilidade urbana", escreveu em sua conta no Twitter.
Uma parte dos recursos será destinada à expansão da Linha 2 do Metrô, ligando os bairros Vila Prudente e Vila Formosa, na zona leste.
Também será ampliada a Linha 9 para a zona sul e implantado o trem urbano que vai ligar o aeroporto de Guarulhos à zona leste. Além disso, haverá modernização de 19 estações do trem metropolitano, informou a presidenta
Dilma disse ainda que o governo federal está investindo R$ 21 bilhões em mobilidade urbana no estado de São Paulo. O financiamento tem prazo de 30 anos, com 5 anos de carência e juros subsidiados, informou.
"Seria impossível para estados e municípios tocarem obras sem apoio do crédito barato e garantido do governo federal", declarou.
Com informações da Agência Brasil
Link:

Nenhum comentário: