Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 23 de novembro de 2013

Concessão e Privatização: Afinal, qual é a diferença? - por Rafael Patto!

Concessão e Privatização: Afinal, qual é a diferença? - por Rafael Patto, da sua página no Facebook



Pessoas do PSDB e da imprensa tratam a concessão dos aeroportos como se fossem uma medida igualzinha às privatizações tucanas.

O governo lesa-pátria de FHC vendeu a Vale do Rio Doce por 3 bilhões de reais.

A vale, que era uma empresa pública, rentável, pertencente ao povo brasileiro, detentora da maior reserva de minério de ferro do planeta, estratégica para o nosso desenvolvimento, foi transferida para a iniciativa privada por apenas 3 bilhões de reais. E isso é para sempre! A Vale nunca mais voltará a ser uma empresa pública. É causa perdida.

Ontem, o Governo Federal, obteve uma oferta de mais de 19 bilhões de reais do consórcio que venceu a licitação para administrar o Aeroporto do Galeão por 25 anos.

Quer dizer, os PRIVATAS TUCANOS rifaram a maior mineradora do mundo, que dava lucro ao país, por módicos 3 bilhões de reais.

O Governo do PT estabeleceu uma parceria de 25 anos, com um consórcio privado, para administrar um aeroporto e recebeu por isso mais de 19 bilhões de reais.

Após o período de vigência do contrato (25 anos) o aeroporto voltará a ser totalmente controlado pelo poder público. Ou seja, não é privatização (muito menos PRIVATARIA, como fizeram os tucanos). 


É concessão por tempo determinado. E mesmo durante este tempo, o Estado participará da gestão do aeroporto porque a Infraero participará com 49% dessa sociedade entre o poder público e a iniciativa privada e se encarregará da parte "cérebro" dos aeroportos. 

Em outras palavras, o poder público continuará sendo o responsável pela "inteligência" e os parceiros privados cuidarão durante 25 anos do "corpo" do aeroporto. A melhor explicação para isso foi dada pela própria Presidenta, que certa vez afirmou o objeto das concessões é o "hardware" dos aeroportos, não o "software".

Já os tucanos... passaram o hardware, o software e todo o subsolo da Vale. E o pior: não tem prazo. É pra sempre. E sem nenhuma participação do poder público na gestão da empresa.

Só uma dose cavalar de desonestidade autorizaria alguém a afirmar que as concessões dos aeroportos se equivaleriam à irresponsabilidade e traição à pátria que os tucanos cometeram enquanto governaram.

Mesmo sem dar praia, um bom sábado pra todos.


Link:

https://www.facebook.com/rafael.patto.1/posts/496922977072343?comment_id=2592804&offset=0&total_comments=2&notif_t=feed_comment_reply

Nenhum comentário: