Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 10 de novembro de 2013

O Sistema de Moeda Fiduciária está falido: A Queda do Dólar como Moeda de Reserva Mundial!!

O Sistema Moeda Fiduciária inteiro está falido: A Queda do Dólar como Moeda de Reserva Mundial - por Matthias Chang, 01/11/2013

Por Matthias Chang - Global Research, 01 de novembro de 2013

matthias-chang
Já tem algum tempo desde a última vez que escrevi um artigo sobre a crise financeira atual. Eu não escrevo por escrever, como os outros, porque eles têm compromissos com seus clientes, que pagam caras taxas de assinatura exigem que seu dinheiro seja valorizado.
A principais questões e tendências econômicas não mudam diariamente, nem mesmo mensalmente. Uma tendência econômica pode levar alguns anos para chegar a um resultado, isso se não houver algum fator importante que possa afetá-la, por isso não há qualquer necessidade de comentar mais sobre ela nem sobre os resultados.
Os desdobramentos da decisão de Bernanke de não encerrar os QE são os mais significativos porque confirmam a nossa análise de que a crise bancária não tenha sido resolvida de forma significativa após cinco anos de impressão de dinheiro e de uma enorme inflação. O sistema monetário fiduciário tem apenas um destino – o colapso total. Isso também significa o fim do dólar dos EUA como moeda de reserva global.
Não há soluções à mão.
Bernanke está totalmente desacreditado e a continuação de seu mandato como Presidente do FED só iria acelerar a percepção de que o FED e os bancos centrais falharam. Daí, a necessidade de mudar a “liderança”, mas mantendo as mesmas políticas com algumas mudanças cosméticas para enganar as massas ignorantes. É análogo à transição da segunda presidência de Bush para a de Obama e todo o teatro da propaganda de “mudança”. Na verdade, Obama é Bush 2 com esteroides! Yellen será Bernanke em esteroides. Por que estamos tão certos desse resultado num futuro próximo?
Os motivos são os seguintes:
Antes da crise financeira global de 2008, eu escrevi vários artigos expondo os bancos “Too Big To Fail” (TBTF) globais como estupradores financeiros e predadores, e que iriam causar estragos incalculáveis ​​ao sistema financeiro.
Após a crise, eu também avisei que esses bancos globais TBTF eram insolventes e os ativos tóxicos nos seus balanços excederiam US$ 20 trilhões no mínimo. Todo o sistema de moeda fiduciária está falido. A impressão de dinheiro de papel higiênico aos trilhões não faz o sistema solvente. É evidente uma admissão de que o sistema está completamente quebrado.
Humpty-Dumpty bancário caiu do muro e se quebrou em mil pedaços! A confirmação disso é o fato de que todos os bancos centrais liderados pelo FED têm um único objetivo – criar uma enorme inflação. Como pode um mercado de ações de uma nação falida estar em crescimento constante?
O FED e os bancos centrais em todo o mundo não estão interessados ​​em resolver o problema do desemprego porque o desemprego recorde não provocaria o colapso do sistema de moeda fiduciária. Pode provocar uma enorme agitação social, mas que pode ser reprimida por uma força policial militarizada, apoiado por militares aguerridos como está acontecendo nos EUA.
Nestas circunstâncias, é preciso fazer a pergunta de um trilhão de dólares – Por que todos os bancos centrais estão querendo criar inflação através da emissão de moeda sem lastro?
A resposta: o sistema monetário fiduciário é a economia, estúpido!
Ela costumava ser o Petrodólar quando este era o eixo da economia global. No entanto, quando o mercado de derivativos decolou e se tornou um casino global de US$ 800 trilhões, o dólar de papel higiênico se tornou a moeda na negociação financeira global e na especulação.
Todos os bancos TBTF cresceram os olhos e as garantias foram seguradas e re-seguradas inúmeras vezes, e isso se transformou numa piada de pirâmide invertida.
As garantias foram empacotadas em CDOs, etc., classificadas como AAA pelas agências de classificação de crédito corruptas e comercializadas. Não precisamos repetir essa velha história. O ponto ao qual queremos chegar é que não são apenas as garantias sucateadas, mas eles estão se apoiando em uma montanha de dívidas na casa dos trilhões. Portanto, quando as garantias estão prejudicadas, os bancos TBTF estão em um buraco do qual não podem sair. O Fed e outros bancos centrais não têm escolha, a não ser salvar os bancos TBTF para evitar uma falha sistêmica. Se todas as garantias de lixo tivessem de ser descarregadas de uma só vez em plena vista do escrutínio público, haveria uma corrida a todos os bancos. Então, foi necessário um esforço de resgate com discrição. Os bancos TBTF foram autorizados a descarregar as garantias de lixo pouco a pouco pelos vários esquemas do FED, culminando com os US$ 85 bilhões por mês e nas compras de títulos do Tesouro e hipotecas por parte do FED.
Além disso, recentemente garantias “cunhadas” foram usadas para substituir as sucateadas de forma a limpar os balanços dos bancos TBTF. Afirmei anteriormente que a quantidade mínima de ativos tóxicos precisam ser varridos era de US$ 20 trilhões. Após cinco anos, o Fed apenas arranhou a superfície. É discutível quantos trilhões de dólares o FED realmente tem bombeado no sistema diretamente e indiretamente. Quanto e por quanto tempo mais pode o FED continuar a bombear dólares de papel higiênico no sistema sem criar de um enorme desconfiança no dólar? Quando o déficit no balanço do FED atingir US$ 7 trilhões, ou talvez US$ 10 trilhões? É uma incógnita.
Com certeza, haverá um momento em que outros US$ 100 bilhões serão criados em cima do estoque de dólares de papel higiênico e aí a balança vai desequilibrar e colapsar todo o sistema. É um ardil-22 para o FED. Se ele pára de criar fiduciário dinheiro sem lastro, o sistema monetário entraria em colapso imediatamente. Se ele continua com mais criação de dinheiro, apenas adia o fim do jogo inevitável e o torna ainda mais devastador. Este é o preço que todos temos de pagar por permitir um sistema de moeda fiduciária para manter influência por tanto tempo.
O mundo foi enganado ao aceitar o maior esquema de pirâmide da história do sistema bancário e financeiro – a pirâmide do dólar com moeda de reserva global.
Este sistema foi criado como um castelo de areia de dívidas, especificamente Obrigações do Tesouro dos Estados Unidos. O mundo não precisa de uma moeda de reserva global. O comércio global pode ser feito em qualquer moeda, de acordo com as necessidades e os recursos de cada país.
Por que deveria haver um privilégio especial dado a um único país de ter sua moeda como a única moeda de reserva, para fins de comércio? Não faz sentido, pois é o resultado de políticas imperialistas dos EUA, sob o pretexto da Guerra Fria. O golpe foi baseado na propaganda de que o dólar americano deveria ter a preferência e os Bônus do Tesouro dos EUA seriam os “ativos mais seguros” no caso de um de guerra entre o ocidente imperialista e o bloco soviético. Nos disseram que esse acordo era necessário para que pudéssemos desfrutar da proteção da poderosa superpotência, os EUA!
No entanto, quando o bloco soviético desmoronou ninguém questionou a necessidade de perpetuar o sistema.
Outra rodada foi propagada. Os EUA foram o pivô na nova era da globalização, porque o mercado dos EUA era o maior mercado consumidor/exportador. Todo mundo foi pego nessa teia de mentiras. O mercado dos EUA era um mercado construído sobre uma montanha de dívidas. Adicionando insulto à injúria, os consumidores norte-americanos pagaram pelas mercadorias produzidas por milhões de pessoas quebrando suas costas com dólares americanos de papel higiênico!
Alguns dos chamados especialistas em moeda afirmaram que nenhuma outra moeda poderia substituir o papel higiênico dos EUA como moeda de reserva global, porque nenhum outro país tem um mercado de títulos como o mercado de títulos dos EUA, dominado pelos títulos do Tesouro dos EUA. Que afirmação idiota!
Se um país não tem dívida, não há necessidade de de emissão de quaisquer títulos. Um título é um IOU. Um título é uma mera promessa de papel de pagamento de uma dívida.
E quem diz e continua a perpetuar o mito de que a dívida dos EUA é a melhor e a mais seguro é ignorante e mal informado!
Por que alguém iria querer trabalhar e produzir bens que são vendidos e pagos com dólares de papel higiênico e, em seguida, usar o excesso dos dólares de papel higiênico para dar ao governo dos EUA, que paga a dívida com a simples impressão de mais dólares de papel higiênico?
Então, você ainda acha que o mundo precisa de papel higiênico como moeda de reserva?
Link:
Meu Comentário!
O dólar virou um pedaço de papel pintado. Não vale mais nada. E é sobre essa moeda sem valor algum que se sustenta a economia mundial atualmente. 
E o grande problema é que não existe, ainda, uma moeda alternativa para onde o imenso estoque de capital excedente existente no mundo possa se dirigir. 
É aquela velha história: O velho já morreu, mas o novo ainda não nasceu. 
Isso não pode acabar bem...

Nenhum comentário: