Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 1 de dezembro de 2013

A crescente popularidade de Dilma e a 'Voz das Ruas' - por Marcos Doniseti!

A crescente popularidade de Dilma e a 'Voz das Ruas' - por Marcos Doniseti!

Crescimento de Dilma na pesquisa Datafolha se deu 'roubando' votos de eleitores que, antes, manifestavam o desejo de votar em Aécio e Campos.

Na pesquisa espontânea feita pelo Datafolha, Dilma e Lula têm, juntos, 27%, contra 11% dos candidatos de oposição somados. Em votos válidos, isso dá 71% para Dilma-Lula, contra 29% da oposição.

A mais recente pesquisa Datafolha mostrou dados bastante positivos para o governo Dilma. Este teve um aumento nos índices de ótimo-bom do seu governo, que passou de 38% para 41%, enquanto que o índice de ruim-péssimo caiu de 19% para 17%. 

Quando comparamos os números atuais com os da pesquisa de Junho passado, feita pelo mesmo Datafolha, a recuperação de Dilma e do seu governo ficam mais claros ainda:

Em Junho de 2013, o governo Dilma tinha 30% de ótimo-bom, contra 25% de ruim-péssimo.

Assim, o índice de ótimo-bom cresceu 11 p.p. entre Junho e Novembro, enquanto o índice de ruim-péssimo caiu 8 p.p. (de 25% para 17%). 

Segundo a pesquisa Datafolha de Novembro de 2013, Dilma venceria a eleição presidencial no 1o. turno, com 47% dos votos (61% dos votos válidos). 

E quando comparamos os índices de intenção de votos de Dilma, Aécio e Campos, fica também clara a tendência crescente de Dilma e de enfraquecimento dos candidatos oposicionistas. 

E quando analisamos as pesquisas de Outubro e Novembro, do mesmo Datafolha, Dilma cresceu 5 p.p., passando de 42% para 47%. 

Enquanto isso, os candidatos da oposição caíram: Aécio passou de 19% para 17% e Campos de 15% para 11%. 

E como os percentuais de 'Branco-Nulo-Nenhum' e de 'Não Sabe' foram idênticos nas duas pesquisas (de 16% e 7%, respectivamente), conclui-se que o crescimento de Dilma se deu, justamente, em cima de um eleitorado que, antes, manifestava intenção de votar nos candidatos do PSDB e do PSB. 

Assim, muitos eleitores que, após as manifestações de Junho, diziam que haviam desistido de votar na Presidenta Dilma, agora voltam a ter essa intenção. E isso é fruto, a meu ver, de duas situações importantes:

1) Manutenção da estabilidade econômica, do desemprego nível muito baixo (5,2%), renda familiar crescendo em termos reais todos os ano desde 2004 e inflação controlada (deverá fechar 2013 no mesmo patamar de 2012, em torno de 5,8%; desde 2005 que ela fecha dentro das metas, que vão de 2,5% até 6,5% ao ano) . 

E tudo isso acontecem mesmo com o país em um ritmo de crescimento moderado (em torno de 2,5% ao ano). 

Dilma e o governador Cid Gomes anunciaram novos investimentos no metrô de Fortaleza.
Mas é importante ressaltar que este crescimento moderado se dá num ambiente de grave crise internacional, principalmente na União Europeia e nos EUA, que estão muito longe de se recuperar da crise que os atingiu fortemente desde 2008. Estas que são as duas maiores economias do mundo (com PIB total de cerca de US$ 30 trilhões, somando-se as duas) ainda patinam numa situação de virtual estagnação (União Europeia) ou de crescimento muito lento (EUA). Ambas as economias estão longe de recuperar as perdas acumuladas desde 2008 e estão, de fato, vivendo a sua 'Década Perdida' em termos de renda e emprego. 

Agora, é claro que essas melhorias que tivemos no Brasil nos últimos anos não significa que a população está contente com tudo. Existe, claramente, um descontentamento com a qualidade dos serviços públicos, como são os casos da saúde, tranporte coletivo, educação e segurança pública. 

E a respeito disso, eu já havia comentado aqui, no blog, no final de 2012, que o principal recado dado pelos eleitores brasileiros nas eleições municipais de 2012 tinha sido justamente esse, ou seja, o de que a população brasileira queria serviços públicos de melhor qualidade - Vide o texto que você pode ler aqui: http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2012/11/vitoria-e-votacao-de-haddad-no-2o-turno.html

E isso, é claro, manifesta um desejo de mudança por parte dos brasileiros, mas sem que, obrigatoriamente, o mesmo manifeste qualquer vontade de colocar a oposição governando o país novamente. 

Leiam o que o Fernando Rodrigues, da 'Folha', escreveu ao analisar os resultados da nova pesquisa Datafolha, que mostra Dilma abrindo uma grande vantagem sobre os adversários:

'A outra descoberta do Datafolha é um tanto paradoxal. Embora os eleitores tenham melhorado sua percepção sobre o governo e dado a Dilma uma pontuação mais confortável na pesquisa, cerca de dois terços dos entrevistados diz esperar mudanças na próxima administração. O Datafolha perguntou aos entrevistados se preferem que a maior parte das ações do próximo presidente seja "igual às ações da presidente Dilma Rousseff ou que a maior parte dessas ações seja diferente da atual presidente. Para 66% dos pesquisados é melhor que o próximo presidente adote ações na maior parte diferentes de Dilma. Só 28% querem ações iguais.'.

A maioria das regiões brasileiras sofre com a carência de médicos. 

Oras, é claro que o povo sempre quer melhorar de vida e, portanto, deseja mudanças. 

O resultados das eleições municipais de 2012 já deixava isso bem claro.  

Mas quantos desses brasileiros que desejam mudanças querem a volta dos tucanos ao governo? E quantos querem a Marina ou o Campos governando o país? A julgar pelas pesquisas, inclusive esta mais recente do Datafolha, eles são bem poucos, né? 

Além disso, o governo Dilma soube compreender a voz das ruas, que vimos em ação no início das manifestações de Junho (nada a ver com os Fascistas dos Black Blocs apoiados pelo PSOL-PSTU) e passou a tomar iniciativas que visam justamente atender às reivindicações populares, que são justas e legítimas, por serviços públicos de melhor qualidade.

Médico cubano Juan Delgado chega ao Brasil e é hostilizado médicos coxinhas e reacionários, que odeiam quem trabalham em benefício do povo, em vez de explorá-lo, como eles fazem. 

Um exemplo perfeito disso é a criação do programa 'Mais Médicos', que prevê investimentos de bilhões de Reais para promover a melhoria da infra-estrutura da saúde pública, bem como a contratação de 13 mil novos médicos que prestarão serviços nas regiões mais pobres e mais carentes destes profissionais. 

E a Presidenta Dilma anunciou, ainda no final de Junho deste ano, que o governo federal iria liberar R$ 50 bilhões de Reais em investimentos públicos para o setor de mobilidade urbana (trens, metrô, ônibus). E muitos destes investimentos já foram anunciados pela Presidenta Dilma nos últimos meses (em capitais como SP, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador). 

Então, a partir do momento que vemos o governo Dilma tomando medidas que vão justamente na direção do que a população deseja, é claro que isso irá se traduzir em maiores intenções de voto para ela e numa elevação do índice de aprovação do seu governo, oras.

Afinal, o governo Dilma é aquele que está procurando atender ao desejo de mudanças por parte da população, ou seja, de conseguir melhorias na sua qualidade de vida, passando a ter acesso a serviços públicos de melhor qualidade. 

Médico cubano Juan Delgado sendo homenageado pela Presidenta Dilma e pelo Ministro da Saúde, Alexandre Padilha. 

Logo, como o governo Dilma manteve o país crescendo (mesmo em ritmo moderado), com inflação estável, desemprego em queda, renda real crescendo e, ao mesmo tempo, está agindo no sentido de atender às principais demandas e reivindicações da população brasileira (por serviços públicos de melhor qualidade), está mais do que explicada a razão da recuperação do nível de aprovação do governo Dilma e, também,  do aumento das intenções de voto da Presidenta nas pesquisas eleitorais para a eleição presidencial de 2014. 

É tão difícil de compreender isso, Fernando Rodrigues?

Links:

Eleitores aprovam Dilma, 'mas' querem mudanças - por Fernando Rodrigues:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/12/1379068-aprovacao-de-dilma-sobe-para-41-mas-66-pedem-mudanca.shtml

Cenário positivo para Dilma na nova pesquisa Datafolha:

http://www1.folha.uol.com.br/infograficos/2013/12/78807-cenarios-para-2014.shtml

Eleição municipal mostra desejo da população por melhores serviços públicos - por Marcos Doniseti:

http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2012/11/vitoria-e-votacao-de-haddad-no-2o-turno.html

Presidenta Dilma anuncia investimentos de R$ 50 bilhões em Mobilidade Urbana:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-06-24/dilma-anuncia-mais-r-50-bilhoes-para-obras-de-mobilidade-urbana

Linha Leste do Metrô de Fortaleza terá investimento de R$ 2,3 bilhões:

http://g1.globo.com/ceara/noticia/2013/11/dilma-visita-ceara-para-dar-ordem-de-servico-de-nova-linha-de-metro.html

Dilma anuncia R$ 5,4 bilhões para o trens e metrô de SP:

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,dilma-anunciara-r-54-bilhoes-para-trem-e-metro-em-sp,1089587,0.htm

Dilma anuncia investimentos de R$ 5,5 bilhões no metrô de Porto Alegre:

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/10/dilma-faz-anuncio-oficial-das-obras-do-metro-de-porto-alegre-neste-sabado.html

Dilma assina contrato para o metrô de Salvador:

http://g1.globo.com/bahia/noticia/2013/10/presidente-dilma-assina-contrato-para-construcao-da-2-linha-do-metro.html

Mais Médicos prevê investimentos de R$ 15 bilhões em infra-estrutura na saúde pública até 2014:

http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/index.cfm?portal=pagina.visualizarTexto&codConteudo=11675&codModuloArea=1055&chamada=sobre-o-mais-medicos

'Mais Médicos' - País ganhará 13 mil novos médicos até 2014!

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/11/29/mais-medicos-se-espalha-pelo-brasil/

Nenhum comentário: