Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 14 de dezembro de 2013

CNI/Ibope: Avaliação do governo Dilma sobe de 37% para 43%; Aprovação de Dilma sobe para 56%!

CNI/Ibope: Avaliação do governo Dilma sobe de 37% para 43% - do Vermelho


A pesquisa CNI/Ibope divulgada na manhã desta sexta-feira (13), apontou que a avaliação positiva da presidenta Dilma Rousseff subiu de 37% para 43% em relação ao último levantamento, feito em setembro. 


No mesmo período, a sondagem registrou uma queda de 39% para 35% dos entrevistados que consideram o governo regular e o porcentual dos que o avaliam como ruim ou péssimo oscilou dentro da margem de erro, de 22% para 20%.


 
 Avaliação positiva do governo Dilma sobe de 37% a 43%.
Na pesquisa, 35% dos entrevistados consideram a gestão regular, contra 39% da pesquisa anterior, e 20% avaliam o governo como ruim ou péssimo, ante 22% do último levantamento

A aprovação pessoal à presidenta também subiu dentro da margem de erro, para 56%, contra 54% registrados na última pesquisa. 


O percentual de quem desaprova a maneira de governar da petista caiu de 40% para 36%. Entre os entrevistados, 7% não souberam ou não quiseram responder a essa pergunta no levantamento de agora. A soma dos percentuais não iguala 100% devido a arredondamentos.

Os que desaprovam a maneira de Dilma governar agora somam 36%, contra 40% em setembro.

Comparações
O índice fica bem abaixo dos 72% que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha no mesmo período do seu segundo mandato. No entanto, quando se olha para o primeiro governo do petista, esse índice estava mais baixo, em 29%, ao final do terceiro ano.

Em relação ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Dilma leva certa vantagem. No final do terceiro ano do segundo governo do tucano, o percentual de aprovação era de 21%. Já no primeiro mandato do FHC, 40% consideravam seu governo ótimo ou bom.

A popularidade da presidenta é maior nos estados do Amazonas, Rondônia, Piauí e Ceará. Os menores indicadores encontram-se no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Dados do levantamento

A pesquisa, feita pelo Ibope sob encomenda da Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizada entre os dias 23 de novembro e 2 de dezembro, envolvendo também a avaliação dos governadores dos estados. Para avaliação da presidenta Dilma e seu governo foram entrevistados 2.002 pessoas no país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.


Com agências


Link:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=231537&id_secao=1

Nenhum comentário: