Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 11 de janeiro de 2014

Inflação sob Dilma deve fechar com resultado próximo de Lula e melhor do que FHC!

Inflação sob Dilma deve fechar com resultado próximo de Lula e melhor do que FHC - da Rede Brasil Atual, 10/01/2014
Lula e Dilma reduziram consideravelmente a taxa de inflação que receberam do governo FHC.
Taxa média pode ficar entre 5,9% e 6% ao ano, pouco acima do período 2003-2010 (5,8%) e abaixo do período 1995-2002 (9,1%).
São Paulo – Ainda que as preocupações com a inflação se justifiquem, os resultados da última década apontam certa estabilidade. Pela maioria das previsões para 2014, o governo Dilma deverá fechar seu mandato com IPCA médio de 5,9% ou 6% ao ano.
Esse indicador ficaria pouco acima dos oito anos de gestão Lula (5,8% ao ano) e abaixo dos oito anos anteriores, na gestão Fernando Henrique Cardoso (6,1%/ano). Em 2013, o índice oficial de inflação ficou dentro do limite da meta pelo décimo ano seguido.
inflacao.jpgIsso não aconteceu no primeiro ano do governo Lula (2003) e em cinco dos oito anos FHC (1995, 1996, 1999, 2001 e 2002).
O atual centro da meta é de 4,5%, com tolerância de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Em 2004, quando o IPCA ficou acumulado em 7,6%, o centro era 5,5%, com intervalo de 2,5 pontos.
De 1995 a 2002 (FHC), o IPCA somou 100,6%, ou aproximadamente 9,1% ao ano. De 2003 a 2010 (Lula), o total foi de 56,7% – 5,8% anuais. E de 2011 a 2013 (Dilma), a soma chega a 19,4%, em torno de 6,1% ao ano. A última vez em que a taxa oficial atingiu dois dígitos foi em 2002 (12,53%).

Política

"Não temos uma inflação alta, temos uma inflação moderada e controlada", diz o professor João Sicsú, do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Para ele, que é ex-diretor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), hoje há uma discussão "mais política do que técnica" em torno do tema.
Link:

Nenhum comentário: