Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Campos do pré-sal na Bacia de Santos registram produção recorde em dezembro!

Campos do pré-sal registram produção recorde em dezembro - do Vermelho


Os campos da região do pré-sal da Bacia de Santos, em São Paulo, bateram recorde de produção em dezembro do ano passado, com a extração de 346,1 mil barris de petróleo de média diária e 12,1 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. Com isso, a produção total do pré-sal atingiu, em dezembro, 422,1 milhões de óleo equivalente (petróleo e gás natural) por dia, com aumento de 2,5% em relação ao mês anterior.


 
Segundo a ANP, os campos operados pela Petrobras responderam por 91,9% da produção de petróleo e gás natural do país. 
Segundo o Boletim de Produção da Agência Natural do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgado nesta segunda-feira (3) na Bacia de Santos, a produção veio de 28 poços dos campos de Baleia Azul, Caratinga e Barracuda, Jubarte, Linguado, Lula, Marlim, Voador, Marlim Leste, Pampo, Pirambu, Sapinhoá e Trilha.

O campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, continuou como o maior campo de produção de petróleo do país, com uma média diária de 280,2 mil barris por dia. Já o campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor de gás natural, com um volume de 6,3 milhões de metros cúbicos diários.

Segundo a ANP, os campos operados pela Petrobras responderam por 91,9% da produção de petróleo e gás natural do país. Do total da produção nacional, 91,9% da extração de petróleo e 72% da produção de gás natural foram explotados de campos marítimos.

A Plataforma P-56, localizada no Campo de Marlim Sul, produziu, em nove poços a ela interligados, cerca de 145,2 mil barris de óleo equivalente por dia (petróleo e gás natural), sendo a maior unidade de produção.

Em dezembro, 313 concessões, operadas por 25 empresas, foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 82 são concessões marítimas e 233 terrestres.

A produção de petróleo e gás natural no Brasil foi oriunda de 8.994 poços, sendo 765 marítimos e 8.229 terrestres. O campo com o maior número de poços produtores foi Canto do Amaro, Bacia de Potiguar, com 1.109 poços. Marlim foi o campo marítimo com maior número de poços produtores, 59 no total.

Fonte: Agência Brasil



Link:


Nenhum comentário: