Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 14 de março de 2014

Governo golpista da Ucrânia foi imposto por uma insurreição neofascista armada e é controlado por neofascistas!

Não ouçam o que eles dizem. Vejam o que eles fazem - por The Saker, da Rede CastorPhoto 

14/3/2014, The Saker, Vineyard of the Saker
Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu

The Saker
Não é fácil, mas tentem o seguinte experimento.

Imagine, só por um momento, que você é ser humano fundamentalmente decente e honesto, o qual, por uma virada irônica da história, foi posto no poder durante insurreição armada conduzida por bandidos neofascistas que não representam a maioria do povo do seu país. E, agora, eles chegam e dizem que querem participar do novo governo.

Claro que, sendo você um ser humano decente e honesto, está desconfortável na nova situação, mas, sendo as coisas como as coisas são, você tem de aceitar os fatos em campo e tomar uma decisão pragmática: ou incluir alguns deles no seu novo governo recém formado, ou ser derrubado por eles e entregar o governo a eles.

O que você faria? Suponho que você teria de dar alguns ministérios aos neofascistas. Que ministérios você daria? Entendo que a abordagem lógica seria dar a eles ministérios nos quais eles pudessem fazer serviço meio decente, com o que se reduziria o dano que aqueles alucinados poderiam causar ao seu país, certo? Pensando assim, eis o que eu faria:

1) Daria a eles o Ministério dos Esportes e da Juventude (nazistas e fascistas são bons nos esportes e em questões de saúde);
2) Daria a eles o Ministério dos Transportes (trens que obedeçam aos horários não fazem mal a ninguém);
3) Daria a eles o Ministério da Infraestrutura (Hitler construiu ótimas estradas);
4) Daria a eles o Ministério da Política Agrária e Alimentos (não houve desabastecimento nem na Berlin de 1945); e
5) Daria a eles o Ministério dos Assuntos de Meio Ambiente (os pagãos com frequência endeusam a natureza).

Seria de supor que Iatseniuk fizesse alguma coisa semelhante a isso, certo?

Pois NÃO FEZ. Vejam onde ele pôs os seus neofascistas:

  • Vice-Primeiro Ministro: Alexandr Sych (Partido Svoboda)
  • Ministro da Defesa: Igor Teniukh (Partido Svoboda)
  • Ministro do Interior: Arsen Avakov (oficialmente, é membro do Partido da Pátria, mas, na realidade, é agente a serviço do Setor Direita)
  • Presidente do Conselho de Defesa e Segurança Nacional: Andrei Paribii (do Partido Nacional-Social da Ucrânia)
  • Vice-presidente do Conselho de Defesa e Segurança Nacional:Dmitri Iarosh (Setor Direita).
Não é impressionante?! Os neofascistas foram postos em todas as posições de poder, as que em geral chamam-se posições das “estruturas do poder”

Em vez de pô-los em postos onde só poderiam causar dano mínimo, Iatseniuk pôs os neofascistas em todas as posições nas quais ele podem causar dano máximo e são mais perigosos.

[De fato, é claro, eles – os neofascistas – é que puseram Iatseniuk no lugar onde hoje está, não o contrário; mas para quem queira continuar a crer no mito “democrático”, aí está um pensamento que, para nós, é proibido].

Por tudo isso, o que pensarmos, nós, de Iatseniuk, Klitschko e outros? Que são fascistas acovardados ou que, de fato, são cúmplices assumidos e ativos de um golpe neofascista?

Entendo que é absolutamente impossível negar os seguintes fatos:

1) o regime que está no poder em Kiev foi imposto lá por uma insurreição neofascista armada; e

2) o regime que está no poder em Kiev continua a ser integralmente controlado por neofascistas.

Esse é o governo que EUA e União Europeia estão apoiando: governo de completos, sinceros, convictos, violentos, odiosos neofascistas. E, outra vez, a Rússia levanta-se, sozinha, contra todos esses. Alguma novidade?

The Saker

Nenhum comentário: