Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

segunda-feira, 17 de março de 2014

O jogo de xadrez entre EUA e China! - por Marcos Doniseti!

O jogo de xadrez entre EUA e China! - por Marcos 

Doniseti!



EUA e China, na verdade, possuem uma relação de interdependência, que pode ser resumida assim: 

1) A China depende do mercado consumidor dos EUA para continuar crescendo; 

2) Os EUA dependem da China no financiamento de seus gastos públicos, afinal ela é a maior detentora de títulos públicos do governo ianque;

3) Os EUA dependem da China no sentido de que muitas empresas que vendem seus produtos no mercado ianque fabricam os mesmos na China, a custos reduzidos, o que contribui para manter a inflação sob controle não apenas nos EUA, mas no mundo inteiro. Portanto, nem China e nem EUA podem declarar guerra (comercial, econômica, etc) um ao outro. O dano seria mútuo;

4) Mas essa relação de interdependência entre os dois países não impede, por exemplo, que os EUA apoiem e financiem o Dalai Lama e os separatistas Uigures que atuam dentro da China, inclusive promovendo atentados terroristas, a fim de tentar dividir e enfraquecer o Dragão chinês. E isso também não impede a China de promover iniciativas que, procuram, ao longo do tempo, reduzir o poder e a influência dos EUA no mundo.

Exemplo: Deixar de usar o dólar em boa parte do seu comércio externo, tal como a China acordou com o Japão em 2012.

Então, não vejam as relações entre os países, que são muito complexas, como algo do tipo 'ou vai ou racha'. Elas estão mais para um jogo de xadrez.

Imaginem que o Mundo seja um tabuleiro, onde um certo movimento de uma potência em algum local do mundo, leva a que a potência rival promova um novo movimento em outro lugar do planeta.

Assim, enquanto os EUA tentam cercar a China e a Rússia com bases militares e a dificultar o acesso, principalmente dos chineses, às matérias-primas e recursos energéticos que são fundamentais ao seu desenvolvimento econômico, a China planeja investir US$ 40 bilhões para construir o Canal da Nicarágua, em plena América Central, e que os EUA desde o século XIX consideram como sendo o seu quintal. E a Rússia planeja negociar a instalação de bases militares na Venezuela, Cuba e Nicarágua. 


Link:


Os conflitos entre China e EUA pelo mundo afora:

http://portuguese.ruvr.ru/2013_01_09/washington-prepara-surpresa-para-pequim-no-oriente-medio/

A China e a construção do Canal da Nicarágua:

http://portuguese.ruvr.ru/2013_06_30/china-na-nicaragua-um-jogo-no-estilo-de-karpov-5369/

China e Japão deixam de usar dólares em negócios entre os dois países:

http://portuguese.ruvr.ru/2012_06_01/moeda-nacional-Japao-China-dolar/

Rússia planeja abrir bases militares em Cuba, Nicarágua e Venezuela:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/34148/russia+planeja+abrir+bases+militares+em+cuba+nicaragua+e+venezuela+diz+ministro.shtml

China e Rússia fortalecerão relações contra ameaças dos EUA:

http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/133493/San%C3%A7%C3%B5es-devem-aproximar-R%C3%BAssia-e-China.htm



Nenhum comentário: