Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 23 de março de 2014

Setor de serviços cresce 9,3% em janeiro, aponta IBGE!

Setor de serviços cresce 9,3% em janeiro, aponta IBGE - do Vermelho


A receita do setor de serviços em todo o país cresceu 9,3% em janeiro, em relação ao mesmo período do ano passado. A informação foi divulgada pelo IBGE nesta terça-feira (18). Essa evolução representa uma retomada da atividade do setor que vinha em passos lentos desde o final de 2013.


Em outubro do ano passado a variação do desenvolvimento tinha ficado em 8,8%, mesmo percentual no mês seguinte e dezembro recuou para 8,3%.

O resultado de janeiro, no entanto, mantém a receita do setor no mesmo patamar, com alta de 8,5% no acumulado em 12 meses, a mesma variação verificada no fim de 2013. Esse desempenho ficou abaixo do registrado em 2012, quando houve uma alta de 10%. O setor de serviços é responsável por mais de 60% da economia brasileira.

O resultado do segmento em janeiro teve como principais responsáveis os serviços de informação e comunicação, com alta de 8,8%, enquanto que no mês anterior a evolução foi de 6,6%, e serviços profissionais, administrativos e complementares que teve um crescimento de 9%, e em dezembro apresentou alta de apenas 6,8%. 


Os dois segmentos, de acordo com o levantamento do IBGE, respondem por 35,7% e 20,5% da composição do índice, respectivamente. De acordo com o levantamento do IBGE, os serviços prestados às famílias tiveram um crescimento significativo no período com alta de 12,1% contra 9,6% verificado em dezembro.

A pesquisa apontou ainda que o Rio de Janeiro ficou abaixo da média nacional e ocupou apenas o 16º lugar no ranking dos estados com um crescimento de apenas 8,2%, enquanto que no país a medida foi de 9,3%. O segmento de serviços ajudou no desenvolvimento da economia brasileira no ano passado, junto com os investimentos.

Fonte: Jornal do Brasil


Link:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=238039&id_secao=2

Nenhum comentário: