Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quarta-feira, 5 de março de 2014

Transpetro lança ao mar o décimo navio petroleiro construído no Brasil por meio do Promef!

Transpetro lança ao mar o 'Irmã Dulce', o décimo navio petroleiro construído no Brasil por meio do Promef!

Navio petroleiro Irmã Dulce, que é o décimo construído no Brasil após a criação do Promef, implantado no governo Lula e que teve continuidade no governo Dilma e que foi responsável pela recuperação da indústria de construção naval brasileira, que já conta com 78 mil empregados, contra apenas 3 mil em 2002. 


A Transpetro lançou ao mar hoje  (28) o navio Irmã Dulce. 

Segundo informou a subsidiária da Petrobras, essa é a décima embarcação do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) a atingir a fase de lançamento no prazo de quatro anos. O navio  passará ainda por acabamentos antes de  iniciar  as operações.

Nascida em 1914, em Salvador (BA),  a Irmã Dulce  (Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes) pertencia à Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Foi uma das mais importantes ativistas humanitárias brasileiras do século 20.

O Irmã Dulce é o segundo de uma série de quatro petroleiros do tipo panamax, termo que designa os navios que, devido às suas dimensões, alcançaram o tamanho limite para passar nas eclusas do Canal do Panamá. 

Os nomes de mulheres colocados nos petroleiros constituem homenagem às figuras femininas que ajudaram a construir a história do Brasil. O primeiro foi o Anita Garibaldi. As embarcações são utilizados para o transporte de petróleo e derivados escuros  e têm capacidade de transporte de  90,2 milhões de litros.

O presidente da Transpetro, Sergio Machado, disse que o novo navio lançado ao mar marca a retomada da indústria naval brasileira, com produtividade em série. “O Promef garante a encomenda de navios no Brasil e o conteúdo nacional mínimo de 65%. Agora, estamos perseguindo a competitividade internacional para colocar de novo o nosso país na posição de ator mundial na produção de navios”, disse.

O Promef totaliza investimentos de R$ 11,2 bilhões na  encomenda de 49 navios e 20 comboios hidroviários.

Link:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2014-02/transpetro-lanca-ao-mar-decimo-navio-do-promef

Nenhum comentário: