Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 6 de abril de 2014

Datafolha é pesquisa sem credibilidade! - por Marcos Doniseti!

Datafolha é pesquisa sem credibilidade! - por Marcos Doniseti!

É difícil saber onde termina a Grande Mídia e começa o PSDB.


A pesquisa Datafolha divulgada ontem não tem nenhuma credibilidade, pois veio acompanhada de um questionário mentiroso e caluniador contra Dilma, a fim de jogar os entrevistados contra a candidatura dela. Enquanto isso, não havia nenhuma pergunta embaraçosa a respeito dos demais candidatos, comprovando o caráter manipulador desta pesquisa fajuta, que visava produzir uma queda (artificial) de Dilma. 

E mesmo com o uso deste artifício altamente parcial por parte do Datafolha, os candidatos da oposição continuaram estagnados.

Mas não se esqueçam que Dilma, sozinha, terá 50% do tempo de rádio e tv e daí poderá mostrar tudo o que fez em seu mandato. Assim, ela terá muitas obras, projetos e realizações a serem mostradas ao eleitor, o que irá, claramente, servir de contraponto às críticas que o seu governo sofre o tempo inteiro por parte da Grande Mídia, a mesma que esconde tudo o que o seu governo fez e que, inclusive, consegue divulgar como negativas notícias bastante positivas, como a queda do desemprego e o aumento real dos salários. 


E o conjunto de realizações do governo Dilma não é pequeno, não, como se pode ver abaixo, onde cito apenas algumas:

1) A construção das usinas hidrelétricas de Jirau, Belo Monte e S.Antônio; Jirau e S.Antônio já foram concluídas. A capacidade de geração das 3 usinas é 33% maior do que a da usina de Itaipu, que é a segunda maior do mundo;

2) A construção das refinarias em PE e no RJ;

3) A transposição do São Francisco, que beneficiará 12 milhões de pessoas no semi-árido nordestino;


Críticas da Grande Mídia ao governo Dilma e à Petrobras escondem o forte aumento que a empresa teve no seu lucro e no patrimônio líquido durante os governos Lula e Dilma. 


4) Construção das ferrovias Norte-Sul, Leste-Oeste e Transnordestina;

5) Mais de 2 milhões de residências entregues do Minha Casa Minha Vida até o final de 2014; outras 1.600.000 unidades já estão contratadas;

6) ProUni e Pronatec, que beneficiou milhões de estudantes carentes e de menor renda, que tiveram acesso à universidade e ao ensino técnico;

7) Geração de 4.800.000 empregos formais até o momento; somando com os criados no governo Lula, eles já passam de 20 milhões; Em toda a história anterior do Brasil foram criados 29 milhões;

8) Menor taxa de desemprego da história (4,3% em Dezembro de 2013, contra 10,5% em Dezembro de 2002);

9) Reservas internacionais líquidas de US$ 377 bilhões, contra apenas US$ 16 bilhões em 2002;

10) Exportações recordes (passaram de US$ 242 bilhões em 2013, contra apenas US$ 60 bilhões em 2002);

11) Investimentos produtivos externos de mais de US$ 200 bilhões apenas em seu primeiro mandato. Entre 2011-2013 foram US$ 196 bilhões... Em 2014, deverá ser em torno de US$ 60 bilhões;


12) Criação do Mais Médicos, que beneficiará mais de 45 milhões de brasileiros que não tinham acesso a serviços de médicos qualificados;

13) Taxa de inflação dentro das metas por 10 anos consecutivos, sendo 50% menor do que foi no governo FHC.

Quando os projetos e realizações de Dilma chegarem ao conhecimento do eleitor, ela irá crescer muito nas pesquisas e irá liquidar a eleição no 1o. turno. 


Quem viver, verá.

Nenhum comentário: