Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 12 de abril de 2014

Violência da direita venezuelana totalizou 41 mortos!

Violência da direita venezuelana totalizou 41 mortos - do Vermelho

Golpistas venezuelanos, financiados pelos EUA, promoveram um festival de violência desenfreada e que resultou na morte de 41 pessoas.

O Ministério Público da Venezuela afirmou nesta sexta-feira (11) que a cifra de mortos devido a atentados de violência da ultradireita chega a 41, deles 32 civis e nove servidores públicos dos corpos de segurança.




Segundo a Promotora Geral da República, Luisa Ortega, foi incluído na lista de vítimas mais um efetivo da Polícia Nacional Bolivariana devido a ferimentos a bala em Barquisimeto (estado Lara), assim como uma mulher ferida há poucos dias em Valencia (Carabobo).

Ortega acrescentou que foram contabilizadas 674 pessoas feridas e 175 privadas de liberdade pelas ações violentas, das quais só 12 comprovaram sua condição de estudante.

Com respeito à reunião de diálogo realizada entre setores do governo, a oposição e os chanceleres da União de Nações Sul-americanas (Unasul), disse que se avançou positivamente e decididamente para a consolidação da paz no país.

Nesse sentido, mencionou que não pode ser ignorado que o Papa Francisco esteve atento e acompanhando o diálogo realizado na noite de quinta-feira no Palácio de Miraflores, onde foi lida uma carta da máxima santidade católica, quem também defende a paz na Venezuela.

A representante do Ministério Público apontou com preocupação a atitude de um setor político que insiste em afirmar que todas as investigações realizadas pela promotoria "são ruins, ou que todas as pessoas imputadas e acusadas são inocentes".

Contra isso, explicou que existe um grupo que age à margem da lei, longe das supostas manifestações pacíficas.

Fonte: Prensa Latina


Link:
http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=240025&id_secao=7

Nenhum comentário: