Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 18 de maio de 2014

Prefeitura de São Paulo paga o maior piso salarial para os Professores das Capitais - por Marcos Doniseti!

Prefeitura de São Paulo paga o maior piso salarial para os Professores das Capitais - por Marcos Doniseti!

Em 2014, o Piso Salarial Nacional dos professores subiu para R$ 1.697,00, acumulando um reajuste de 65,7% em relação ao ano de 2010. 

1) São Paulo (SP) - R$ 3.000,00 (40 hs-aula semanais);

2) Rio de Janeiro (RJ)- R$ 2,933,00 (40 hs-aula semanais);

3) Vitória (ES) - R$ 2,782,00 (40 hs-aula semanais);

4) Campo Grande (MS) - R$ 2.362,00 (40 hs-aula semanais);

5) Manaus (AM) - R$ 1.222,00 (20 horas-aula semanais);

6) Boa Vista (RR) - R$ 1.454,00 (25 hs-aula semanais);

7) João Pessoa (PB) - R$ 1.728,00 (30 hs-aula semanais);

8) Porto Alegre (RS) - R$ 2.187,00 (40 hs-aula semanais);

9) Cuiabá (MT) - R$ 2.120,00 (40 hs-aula semanais);

10) Belo Horizonte (MG) - R$ 1.140,00 (22,5 hs-aula semanais);

11) São Luís (MA) - R$ 1.939,00 (40 hs-aula semanais);

12) Curitiba - (PR) - R$ 946,00 (20 hs-aula semanais);

13) Natal (RN) - R$ 900,00 (20 hs-aula semanais);

14) Belém (PA) - R$ 1.796,00 (40 hs-aula semanais);

15) Goiânia (GO) - R$ 1.680,00 (40 hs-aula semanais);

16) Palmas (TO) - R$ 1.619,00 (40 hs-aula semanais);

17) Recife (PE) - R$ 1.214,00 (30 hs-aula semanais);

18) Aracaju (SE) - R$ 1.567,00 (40 hs-aula semanais);

19) Florianópolis (SC) - R$ 1.567,00 (40 hs-aula semanais);

20) Teresina (PI) - R$ 1.567,00 (40 hs-aula semanais);

21) Fortaleza (CE) - R$ 1.470,00 (40 hs-aula semanais);

22) Rio Branco (ES) - R$ 906,00 (25 hs-aula semanais);

23) Salvador (BA) - R$ 1.451,00 (40 hs-aula semanais);

24) Porto Velho (RO) - R$ 1.445,00 (40 hs-aula semanais);

25) Maceió (AL) - R$ 1.075,00 (40 hs-aula semanais).


Observações:

Obs1: Salários válidos para Professores com jornada semanal de 40 horas-aula;

Obs2: Salários são válidos para professores de ensino fundamental (que agora vai do 1o. ao 9o. anos) e médio;


Obs3: O Piso Salarial Nacional atual (válido para 2014) é de R$ 1.697,00, mas o ranking foi elaborado quando o Piso era de R$ 1.567,00 (valor de 2013);


Obs4: O Piso Salarial da cidade de São Paulo acabou de ser reajustado em 15,38% pelo prefeito Fernando Haddad, chegando aos R$ 3.000,00. Até Abril de 2014 ele era de R$ 2.600,00;

Obs5: Os salários de algumas cidades que aparecem na relação são válidos para jornadas semanais inferiores às 40 hs-aula semanais. 

Exemplo: Manaus tem um piso salarial de R$ 1.222,00 mas que é válido para uma jornada de 20 hs-aula semanais. Neste caso, dobra-se o valor (passando para R$ 2.444,00) para que o salário possa ser comparado com as cidades que possuem jornadas de 40 hs-aula semanais. 

Então, a classificação da cidade no ranking salarial não é prejudicada;

Obs6: A cidade de Macapá (AP) não forneceu informações sobre o piso que paga aos professores, mas sabe-se que está abaixo do valor estipulado pelo Piso Nacional; 

Obs7: Os valores citados neste ranking correspondem a professores com jornada semanal de 40 hs-aula semanais e que trabalham no ensino fundamental e médio. No entanto, algumas cidades ainda possuem planos de carreira que permitem que o salário dos profissionais da educação (professores, coordenadores pedagógicos, supervisores, etc) vá melhorando bastante com o tempo. 

Exemplo: O Piso de R$ 3.000,00 da capital paulista é válido para um professor com jornada semanal de 40 hs-aula semanais, sendo que são 25 hs-aula em regência de aula e outras 15 hs-aula fora da sala, em horário de formação, para correção de avaliações, etc. E tal professor também possui formação em curso superior (completo, é claro). Mas esse salário é pago apenas aos professores em início de carreira. Para aqueles que tem mais tempo de trabalho, o salário é maior. 

É que na capital paulista não temos professores que possuam apenas o ensino médio. Todos os professores da cidade de São Paulo tem formação superior. 

Além disso, existe uma evolução funcional, que faz com que a cada 3 anos, em média, ele suba de padrão, passando a ganhar mais. Logo, quando o professor da capital paulista está encerrando a carreira, o seu salário-base já é bem superior ao que ganhava no início. E o mesmo ainda faz jus a vários benefícios, como auxílio-refeição, auxílio-distância, quinquênios e sexta-parte. Muitas cidades brasileiras não possuem um Plano de Carreira desse tipo. 


Links:

Ranking dos salários pagos ao professores das capitais dos estados.

http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/quanto-ganha-um-professor-no-brasil/

Governo de Haddad paga aos professores um piso salarial 24% maior do que o pago pelo governo Alckmin:

http://www.brasil247.com/pt/247/sp247/139837/Haddad-d%C3%A1-a-professores-piso-24-maior-que-Estado.htm

Piso Salarial Nacional dos Professores subiu para R$ 1.697,00 em 2014:

http://www.ebc.com.br/educacao/2014/01/piso-salarial-dos-professores-tera-reajuste-de-832-em-2014

4 comentários:

Bruno Lippi disse...

É preciso esclarecer que o piso de SP não é somente salário é composto por abono. Isto significa que as primeiras três evoluções funcionais cerca de 6 ou 7 anos, o professor ficará preso a este salário. E somente 50% dos professores têm direito a acessar a jornada de 40 horas. Por isso, a maioria dos professores estão sujeitos a um piso de R$ 2.250,00 para uma jornada de 30 horas.

Andre Cazella disse...

Vc pegou só os salários das capitais, sabemos com grande facilidade que outras cidades pagam mais que os 3 mil reais, como JUndiai e Campinas.
E outra, abono não é salario, como gratificação ou premio também não, apesar de serem pecuniários.

Marcos Doniseti disse...

O texto é claro a esse respeito, ou seja, ele somente compara salários de professores de capitais de estado. Campinas e Jundiaí não entraram na lista porque não são capitais. Além disso, são cidades bem menores do que a São Paulo e não tem, nem de longe, os problemas que a capital paulista acumulou ao longo de mais de 500 anos.

Marcos Doniseti disse...

Não se trata de direito, Bruno. A escolha da jornada é feita pelo próprio professor. É ele que escolhe qual jornada deseja ter durante o ano, se de 30 ou de 40 horas-aula semanais. Muitos escolhem a jornada de 30 horas-aula semanais porque acumulam cargos dentro da própria prefeitura de SP, no governo do estado ou até em escolas e faculdades particulares.