Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 12 de julho de 2014

A crise é do futebol brasileiro e não apenas da Seleção Brasileira! - por Marcos Doniseti!

A crise é do futebol brasileiro e não apenas da Seleção Brasileira! - por Marcos Doniseti!



Não é apenas a Seleção Brasileira que está em crise, mas todo o futebol brasileiro. 

Exemplos:

1) CBF e Federações podres de ricas;

2) Clubes virtualmente falidos, que vivem de adiantamentos de direitos de TV, com a Rede Globo atuando como um verdadeiro banco para os mesmos;

3) Incapacidade do Brasil de revelar novos talentos;

4) Campeonatos com baixíssimas médias de público. O campeonato inglês da 2a. Divisão tem uma média de público superior ao da Série A do Brasileiro;

5) Campeonatos (Brasileiro, Copa do Brasil, Estaduais) com baixo nível técnico;

6) Nenhum time brasileiro chegou à fase semifinal da Libertadores 2014. E nas quartas-de-final, tivemos apenas a participação do Cruzeiro.

7) No último Mundial de Clubes da FIFA, disputado no Marrocos, o Atlético-MG sequer conseguiu chegar à final, sendo eliminado pelo Raja Casablanca, do Marrocos.


Além disso, fica claro a decadência da Seleção Brasileira em Copas do Mundo, competição na qual a Seleção Brasileira não ganha de grandes forças do futebol desde 2006.

Em Copas do Mundo, a última vitória da Seleção Brasileira sobre uma grande força do futebol mundial foi sobre a Alemanha na final da Copa de 2002. 

Depois, tivemos o seguinte:

1) Na Copa de 2006, o Brasil perdeu da França por 1 X 0 nas quartas-de-final;

2) Na Copa de 2010, o Brasil perdeu da Holanda por 2 X 1 nas quartas-de-final;

3) Na Copa de 2014, o Brasil perdeu da Alemanha por 7 X 1 e da Holanda por 3 X 0, somando 10 X 1 nos dois jogos.

Isso mostra, claramente, que a Seleção Brasileira, em Copas do Mundo, virou uma Seleção média, que não consegue mais jogar um bom futebol quando enfrenta as grandes e tradicionais forças do futebol mundial. E que agora começou a ser goleada por elas.

Triste.


Dilma está certa: O futebol brasileiro precisa passar por uma profunda renovação.


Obs: Fora, Felipão!

Vendo o número de pessoas que ainda defende a manutenção do Felipão à frente da Seleção Brasileira, acabei chegando a uma triste conclusão: 

A Alemanha não deveria ter tirado o pé no 2o. tempo contra o Brasil. Os alemães deveriam ter enfiado os 11 ou 12 X 0 que poderiam ter feito, se tivessem forçado o jogo. 

Assim, ninguém mais defenderia esse incompetente do Felipão.

Ou será que defenderiam?



Um comentário:

Diego Imperiano disse...

Não mesmo o Brasil nunca levou tantos gols, é um técnico mais cotado para a seleção no momento e Tite, uns dos que fez times mais consistentes, competitivo e compacto até o momento não vejo a hora dele assumir logo a seleção.