Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Marina Silva é Jânio/Collor de saias! - por Marcos Doniseti!

Marina Silva é Jânio/Collor de saias! - por Marcos Doniseti!

Marina Silva, Collor, Zé Dirceu, Fernando Rodrigues e o vídeo fraudulento de Lula: Tudo a Ver! 

Motivos para não votar em Marina: Precisa de mais ou já é suficiente?

Minha opinião: O motivo pelo qual Fernando Rodrigues inventou essa mentira, de que Zé Dirceu teria dito que 'Marina é a Lula de saias', é que a visão de Marina como sendo uma candidatura aventureira e irresponsável e que reproduziria os casos de Jânio Quadros e Fernando Collor (cujos governos fracassaram e terminaram em renúncia e impeachment, respectivamente) estava pegando, grudando na imagem dela. 

Muitos eleitores, principalmente aqueles que estão acompanhando com mais atenção à campanha presidencial, já devem estar coçando a nuca e se indagando se, de fato, Marina não poderá repetir os casos de Jânio e Collor, devido à fragilidade política dos partidos que a apoiam e devido aos discursos vazios e generalizantes dela a respeito dos principais  problemas do país, sem apresentar uma proposta concreta de governo, que possa dar ao eleitorado uma visão clara do rumo que um eventual governo dela terá.

E qual é a melhor maneira de anular isso? 

Um presidente sem partido político e na ausência de uma base aliada forte para lhe dar apoio no Congresso Nacional, bem como sem nenhuma base social organizada, que implantou uma política neoliberal recessiva, imposta para atender aos interesses do capital especulativo internacional e ao grande capital privado estrangeiro com presença no Brasil, e que acabou derrubado devido à uma grave crise política, institucional, econômica e social que ele mesmo gerou. Qualquer semelhança com Marina Silva não é mera coincidência. 

Ligando a candidatura de Marina à figura de Lula. Este tem origem popular, se elegeu Presidente, governou pelo PT, e saiu do governo com um índice aprovação inédito na história do país (87% de aprovação). 

Assim, ao reforçar a ligação entre a imagem da ex-petista Marina Silva e a do ex-Presidente Lula, os defensores da candidatura de Marina, que é bancada pelo Itaú, Natura, setores especulativos do capital nacional e internacional, conseguiria-se neutralizar essa visão de que um eventual governo de Marina seria uma aventura e poderia jogar o Brasil numa grave crise política, econômica, social e institucional, tal como fizeram os então Presidentes Jânio Quadros e Fernando Collor. 

Da mesma maneira que Jânio e Collor, Marina Silva tem um profundo desprezo pelos partidos políticos, que são essenciais ao bom funcionamento de qualquer Democracia Representativa. 

Isso explicaria o motivo de se fraudar um vídeo no qual Lula declarava apoio à uma candidata do PT pelo Senado em Goiás (Marina Santana) como se fosse declaração de apoio à Marina Silva.

E isso também explicaria a razão de Fernando Rodrigues, da 'Folha', ter atribuído à Zé Dirceu a declaração de que 'Marina é Lula de saias', o que jamais aconteceu, segundo o ex-ministro do governo Lula. 

Com esses fatos, o vídeo fraudulento e a falsa declaração de Zé Dirceu, os defensores da candidatura de Marina (na mídia, nos meios políticos e empresariais) neutralizariam a ideia de que 'Marina é Collor de saias', que já deve estar se espalhando entre um número cada vez maior de eleitores. 

É isso.

Jânio Quadros não tinha sustentação política-partidária (era do PDC, um partido pequeno, e teve o apoio da UDN, mas o PSD e o PTB, de oposição, eram majoritários no Congresso Nacional) e tampouco nos movimentos sociais. Com isso, ficou isolado, não conseguindo implementar as suas políticas e, para tentar se fortalecer politicamente, tentou o Golpe da Renúncia, que foi um retumbante fracasso. 

Link:

Zé Dirceu: Artigo de Fernando Rodrigues é uma Fraude:

http://www.zedirceu.com.br/artigo-de-fernando-rodrigues-e-uma-fraude/

Nenhum comentário: