Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O segundo mandato de Dilma e o cenário mundial! - por Marcos Doniseti!

O segundo mandato de Dilma e o cenário mundial! - por Marcos Doniseti!


Rússia e China decidiram abandonar o uso do Dólar em suas transaçõe comerciais. Se este fenômeno se espalhar pelo Mundo, o Império Ianque ficará em péssima situação, pois não terá mais recursos ilimitados para financiar o seu consumismo, as suas guerras e os seus gastos militares (que representam 50% do gasto mundial). 

Os dois primeiros anos, no mínimo, do governo Dilma serão complicados, pois o cenário econômico e geopolítico mundial está cada vez pior. 

Há uma série de ajustes que precisarão ser promovidos na economia brasileira, como a redução da inflação, do déficit público e das contas externas, que cresceram em 2014 como resultado da piora do quadro econômico global. 

Atualmente, temos uma Recessão profunda no Japão e que chegará à Rússia em 2015-2016 (será amenizada pela ajuda chinesa, mas dificilmente a Rússia escapará de uma recessão nos dois próximos anos).

A economia chinesa (que é a verdadeira locomotiva da economia mundial e já há vários anos) está desacelerando cada vez mais e caminha para crescer menos de 7% ao ano. 

Além disso, a a questão ucraniana agravou a crise econômica na UE. 

A exportação da Alemanha para a Rússia diminuiu e a economia alemã, maior da Europa e quarta maior do mundo, também está virtualmente em recessão.. 

E a Grécia terá eleição em Janeiro próximo e se o partido Syriza (de Esquerda) ganhar, o mesmo já anunciou que a política de austeridade imposta pela Troika chegará ao fim (criando mais instabilidade na UE e na Zona do Euro).

A China e a Rússia deixarão de usar o dólar no comércio entre eles, e caso esse movimento se espalhe pelo mundo, a economia dos EUA sofrerá um baque gigantesco.

E com o preço do petróleo desabando (o que é ruim para Rússia, Irã e Venezuela, três países que não submetem à vontade do Império Ianque, que está promovendo uma 'guerra do petróleo' contra os mesmos) e o preço das commodities despencando (das quais o Brasil é um dos grandes exportadores mundiais), e que estão em queda desde 2013, caindo ainda mais, os países que vivem de produzir e exportar as mesmas sofrerão bastante, como são o caso dos países latino-americanos, que são os maiores mercados de exportação de produtos industrializados brasileiros. 

Argentina, Chile e Venezuela já enfrentam dificuldades em função disso.

E somente no mês de Novembro, os investidores externos retiraram US$ 7 bilhões da Bolsa de Valores mexicana. E vejam que o México é uma espécie de 'queridinho' dos mercados financeiros globalizados, aos quais o país é totalmente submisso. 

O déficit comercial brasileiro de 2014 já é resultado dessa queda no preço das commodities exportadas pelo país e tal queda se intensificou em 2014. 

Já se comenta sobre a possibilidade de uma guerra direta entre EUA e Rússia na Ucrânia (a indireta eles já estão travando por lá e em outras regiões do planeta). 

O grande problema é que a mídia brasileira é um lixo total no aspecto da cobertura das principais questões internacionais e não ficamos sabendo de virtualmente nada do que está acontecendo de importante pelo mundo afora, mas o fato concreto é que o cenário mundial está cada vez pior.

Temos (e aqui me refiro ao mundo todo e não apenas ao Brasil) poucos motivos para otimismo no curto prazo, portanto. 

Links:

A reinvenção de Dilma:

http://www.publico.pt/mundo/noticia/brasil-o-ano-de-todos-os-riscos-1680755

Bolsa de Valores do México perde US$ 7 bilhões em capital externo em Novembro:

http://www.jornada.unam.mx/2014/12/30/economia/022n1eco

Economia chinesa desacelera em 2014:

http://brasil.elpais.com/brasil/2014/10/21/economia/1413878192_937963.html

Maduro diz que EUA promove 'guerra do petróleo' contra Rússia e  Venezuela:

http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_12_30/maduro-acusa-eua-de-promover-guerra-do-petroleo-contra-russia-e-venezuela-9861/

Eleições antecipadas na Grécia preocupam a UE:

http://www.publico.pt/mundo/noticia/eleicoes-antecipadas-empurram-grecia-para-escolha-que-preocupa-a-Europa-1680762

Rússia se prepara para responder a 'Ataque Global Imediato dos EUA':

http://actualidad.rt.com/actualidad/161869-rusia-responder-ataque-eeuu-nuclear#.VKKXnaZ1ntA.twitter

FMI suspende ajuda financeira à Grécia em função de eleições antecipadas:

http://www.vermelho.org.br/noticia/256265-9

Economia do Japão entra em recessão:

http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/11/japao-entra-em-recessao-apos-recuar-04-no-trimestre.html

Governo da Rússia prevê recessão para 2015:

http://economia.estadao.com.br/noticias/mercados,russia-preve-recessao-economica-em-2015,1600985

China e Rússia deixarão de usar o Dólar em suas transações comerciais:

http://actualidad.rt.com/economia/161785-china-devastador-dolar-rublo-yuanes

Nenhum comentário: