Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 23 de novembro de 2014

Paulo Francis, o Neoliberalismo, os golpistas e os ataques à Petrobras - por Marcos Doniseti!

Paulo Francis, o Neoliberalismo, os golpistas e os ataques à Petrobras - por Marcos Doniseti!

'Veja', publicação de extrema-direita, e Paulo Francis, jornalista que mudou de posições esquerdistas para as da mesma extrema-direita: Tudo a Ver!

Muitos esquerdistas, petistas, lulistas, dilmistas e afins entraram em uma onda de reproduzir os ataques, sem provas, que o então jornalista Paulo Francis fazia contra a Petrobras na época do governo FHC.

Eu me lembro muito bem desses ataques. O objetivo dos mesmos era desmoralizar a empresa, com o objetivo de justificar a sua futura privatização.

Aliás, Francis nunca apresentou uma única prova do que disse e, por isso, é que foi processado, correta e justamente, pelo então presidente da estatal, Joel Rennó.

Nos últimos anos de vida, Francis tornou-se um notório reacionário, cujo grande ídolo era o extremista neoliberal de direita Ronald Reagan, então presidente do Império Ianque e cuja especialidade foi rasgas as leis e a Constituição dos EUA. Vide os casos do escândalos Irã-Contras e 

De certa maneira, Paulo Francis, um ex-esquerdista (trotskista), antecipou a atual tendência de ex-esquerdistas que se tornam reacionário e passam para a defesa de posições de extrema-direita e neofascistas.

Se estivesse vivo, hoje, Francis estaria apoiando essa corja de neofascistas e neonazistas que pedem o Impeachment de Dilma e defendem um Golpe de Estado, bem como a volta da Ditadura Militar.

Abaixo os neofascistas e golpistas! 

Viva a Petrobras! Viva a Democracia!

Distribuição de renda beneficiou os estados mais pobres, que aumentaram a sua participação no PIB brasileiro na última década! - por Marcos Doniseti!

Distribuição de renda beneficiou os estados mais pobres, que aumentaram a sua participação no PIB brasileiro na última década! - por Marcos Doniseti!


Como se percebe, os investimentos dos governos Lula e Dilma se espalharam pelo Brasil inteiro, contribuindo decisivamente para melhorar as condições de vida da população em todo o país. 

A participação dos estados mais pobres no PIB brasileiro aumentou 3,1 p.p. na última década, passando de 32% para 35,1% do PIB. 

Isso mostra que a distribuição de renda promovida pelos governos Lula e Dilma se fez em duas direções:

A) Em benefício da população mais pobre, de menor renda, cuja participação na renda nacional aumentou;

B) Em benefício dos estados mais pobres, que também elevaram a sua participação no PIB nacional.

Claramente, isso está relacionado aos grandes investimentos em infra-estrutura que os governos Lula e Dilma fizeram nas regiões Norte e Nordeste, em especial, como: Transposição do Rio S.Francisco; Ferrovias Norte-Sul, Leste-Oeste e Transnordestina; Usinas Hidrelétricas de Jirau, Belo Monte e Santo Antônio; ampliação e modernização de aeroportos (em Manaus, Recife, Fortaleza e a construção de um novo em Natal). 

E não podemos esquecer, também, dos grandes investimentos feitos, pelos governos Lula e Dilma, na área social, incluindo o Minha Casa Minha Vida, o Luz Para Todos, na educação (novas creches, escolas técnicas federais, Universidades Federais, novos e numerosos campi universitários) e  transporte coletivo (metrôs, BRTs, VLTs em Fortaleza, Salvador, etc), por exemplo.


Dilma venceu em 15 das 27 unidades da Federação. No Norte-Nordeste, ela perdeu apenas no Acre, Rondônia e Roraima.
Com isso, temos a construção de uma Nação, de fato, em benefício de todos os brasileiros, e em todos os estados, e não apenas em favor de uma minoria da população, que vive concentrada em poucos e ricos estados, como acontecia até o final do governo FHC.

Entenderam, agora, coxinhas, reaças e golpistas, porque Lula e Dilma venceram as eleições nas regiões Norte e Nordeste?

Não entenderam? Então, continuem sendo burros!

Valeu, Lula! Valeu, Dilma!


Link:

http://www.redebrasilatual.com.br/economia/2014/11/estados-mais-pobres-aumentam-participacao-no-pib-em-dez-anos-7133.html

sábado, 22 de novembro de 2014

O desemprego no Brasil e no Mundo e os 'gráficos maravilhosos' da Globo News! - por Marcos Doniseti!

O desemprego no Brasil e no Mundo e os 'gráficos maravilhosos' da Globo News! - por Marcos Doniseti!


Até a Globo News comprova: A taxa de desemprego do Brasil é extremamente baixa. Mas os gráficos da emissora não correspondem à realidade... Isso é jornalismo?

Vejam só que gráfico maravilhoso, sobre o desemprego no Brasil e no Mundo, que a 'Globo News' mostrou. 

O lema dessa emissora é: 'Jornalismo preciso, imparcial e objetivo: A gente não vê por aqui!'.

Taxas de desemprego pelo mundo afora (de forma crescente) com o acréscimo de mais alguns países e regiões econômicas:



1) Coréia do Sul 3,5%;

2) Japão 3,6%;

3) China 4,1%;

4) Brasil 4,7%;

5) México 4,8%;

6) Alemanha 5%;

7) Rússia 5,1%;

8) Índia 5,2%;

9) Arábia Saudita 5,5%;

10) Peru 5,7%;

11) EUA 5,8%;

12) Reino Unido 5,9%;

13) Austrália 6,2%;

14) Canadá 6,5%;

15) Holanda 6,5%;

16) Chile 6,7%;

17) Venezuela 7%;

18) Argentina 7,5%;

19) Suécia 8,1%;

20) Colômbia 8,4%;

21) Bélgica 8,5%;

22) Polônia 8,7%;

23) UE 10,1%;

24) França 10,5%;

25) Zona do Euro 11,5%;

26) Itália 12,6%;

27) Portugal 13,6%;

28) Espanha 24%;

29) África do Sul 25,4%;

30) Grécia 25,9%.


Links:

Taxas de Desemprego na União Europeia:

http://epp.eurostat.ec.europa.eu/tgm/table.do?tab=table&language=en&pcode=teilm020&tableSelection=1&plugin=1

Indicadores econômicos de inúmeros países (inflação, desemprego, etc). 

http://pt.tradingeconomics.com/brazil/indicators

Brasil tem o 4o. maior crescimento entre as principais economias mundiais no 3o. trimestre! - por Marcos Doniseti!

Brasil tem o 4o. maior crescimento entre as principais economias mundiais no 3o. trimestre! - por Marcos Doniseti!

Nos governos Lula e Dilma o PIB do Brasil passou de US$ 459 bilhões, em 2002 (15o. PIB mundial), para US$ 2,2 trilhões, tornando-se o 7o, maior do mundo.


Abaixo, publico a lista de países que mais cresceram no mundo no 3o. trimestre de 2014:

1) China 1,9%;


2) EUA 0,85%;

3) Reino Unido 0,7%;

4) Brasil 0,6%;

5) Espanha 0,5%;

6) UE 0,3%;

7) França 0,3%;

8) Zona do Euro 0,2%;

9) Portugal 0,2%;

10) Alemanha 0,1%;

11) Itália -0,1%;

12) Japão -0,4%;

13) Índia e Rússia: sem dados.

sábado, 15 de novembro de 2014

A China, o Império Ianque e o abandono do dólar! - por Marcos Doniseti!

A China, o Império Ianque e o abandono do dólar! - por Marcos Doniseti!


De forma gradual, a moeda chinesa, o Renminbi, está substituindo o dólar ianque como a moeda utilizada em transações financeiras e comerciais internacionais, bem como na função de reserva de valor. 

O Renminbi, a moeda chinesa, se espalha pelo mundo afora, substituindo de forma cada vez mais rápida o dólar como a moeda utilizada em transações financeiras e comerciais internacionais.

Esse é o verdadeiro alicerce que sustenta o Império Ianque, ou seja, a capacidade que ele tem de financiar o seu consumismo desenfreado, as suas guerras infinitas e os seus gigantescos gastos militares (US$ 1,5 trilhão anuais). 

É graça ao fato de que o dólar é a moeda mais utilizada na economia mundial (como reserva de valor e em transações financeiras e comerciais) que faz com que os EUA tenham, virtualmente, uma capacidade ilimitada de financiar tudo o que fazem, pois essa situação gera uma demanda global pelo dólar.

Assim, todas as vezes em que alguém compra dólares, está, na prática, financiando o Império Ianque.

Mas a participação do dólar na economia mundial está diminuindo a cada década. E a moeda que está ganhando mais espaço, tirando o lugar do dólar, é a chinesa (o Renminbi).

E se esse processo de substituição do dólar pelo renminbi tiver continuidade, então a capacidade dos EUA de continuar financiando o seu Império, seu consumismo, suas guerras e gastos militares, irá diminuir drasticamente. 

E tal Império ficará muito menor e mais fraco do que é hoje.

Muitos talvez não saibam, mas um dos motivos principais pelos quais os EUA-OTAN destruíram a Líbia, levando Khadafi junto, foi o fato de que o governante líbio planejava criar um Bloco Econômico no norte da África e que teria uma moeda própria, deixando de usar o dólar em seus negócios e atividades econômicas. 

A manutenção do dólar como a principal e mais utilizada moeda na economia mundial é, assim, essencial para que os EUA continuem sendo um gigantesco e poderoso Império. Sem isso, esse Império irá desmoronar. 

Os EUA continuariam sendo um país rico e poderoso, mas a manutenção do seu Império Ditatorial Global, seu consumismo doentio, a promoção de guerras infinitas e de gastos militares gigantescos anualmente ficaria inviabilizada. 

Daí a importância dessa ação do governo chinês (bem como de outros países) de abandonar, cada vez mais, o dólar nas suas transações financeiras e comerciais. 

Se a moda pegar e outros países seguirem o exemplo, podem dizer adeus ao Império Ianque. 

Link:

http://redecastorphoto.blogspot.com.br/2014/11/panico-no-petrodolar-china-assina-swap.html