Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 17 de maio de 2015

Eleições: Nova Esquerda avança em pesquisas na Espanha! PP (direita franquista) e PSOE (ex-socialistas) desabam e bipartidarismo está com os dias contados! - Marcos Doniseti!

Eleições: Nova Esquerda avança em pesquisas na Espanha! PP (direita franquista) e PSOE (ex-socialistas) desabam e bipartidarismo está com os dias contados! - Marcos Doniseti!
Pablo Iglesias, principal líder do Podemos, movimento de Esquerda democrática que está crescendo rapidamente em toda a Espanha.
Na semana que vem teremos eleições municipais na Espanha e as pesquisas mais recentes, divulgadas hoje pela imprensa espanhola, mostram um claro avanço das forças progressistas e da Nova Esquerda no país.

Em Barcelona, uma candidata (Ada Colau) ligada aos movimentos sociais por moradia e que é apoiada por uma coligação de esquerda (que inclui o 'Podemos') lidera as pesquisas mais recentes, com 27% das intenções de votos. A coligação se chama 'Barcelona em Comú'. 

E na capital do país, Madrid, a aliança do 'Podemos y Ganemos' está empatada na tecnicamente com o direitista PP na liderança. Enquanto o PP tem 29,7% das intenções de voto, o 'Podemos y Ganemos' chega a 27,8%. Na pesquisa anterior a vantagem do PP era de 10,3 p.p. 

Assim, na reta final da campanha há um claro avanço das forças progressistas mesmo em Madri, qué uma espécie de 'São Paulo' da Espanha, ou seja, uma região em que as forças direitistas e conservadoras sempre venceram as eleições com extrema facilidade.

Somente para efeito de comparação, nas eleições municipais de 2011 o PP alcançou 49,7% dos votos em Madri.

De certa maneira, o PP é o 'PSDB-DEM-PPS' da Espanha, ou seja, é o partido que até antes desta eleição unificava a direita do país. Agora, com a forte crise iniciada em 2007-2008 e com as políticas de arrocho adotadas pelo governo de Mariano Rajoy, a aprovação popular ao governo do PP está num patamar muito reduzido e isso está levando a um claro enfraquecimento do PP. 

Este enfraquecimento do PP gerou, inclusive, a criação de um novo partido político conservador e direitista, que é o 'Ciudadanos', que já conseguiu capturar uma parte do eleitorado conservador que, antes, votava no PP de Aznar e Rajoy. 

Só para lembrar, a taxa de desemprego na Espanha, atualmente, está em 23,8% e o número total de desempregados no país está em 4.330.000 (dados de Abril de 2015). 

Assim, a Espanha é mais um país europeu onde as forças progressistas e de Esquerda avançam fortemente nas eleições e as forças  políticas e sociais mais conservadoras, que defendem as políticas de arrocho, saem derrotadas ou bastante enfraquecidas.

Isso demonstra, claramente, que a população europeia cansou de tanto arrocho neoliberal, que gera uma taxa de desemprego imensa, aumento da concentração de renda, redução de salários e perda de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários.

E inegavelmente, este forte crescimento das forças de esquerda e progressistas na Espanha será um fato extremamente importante, que irá ajudar e fortalecer, inclusive, o governo de resistência do Syriza na Grécia. 

Eleições na Grécia, um país pequeno e pouco populoso, da periferia europeia, podem não ter tanto impacto no Velho Mundo. Mas o mesmo não pode ser dito daquela que é uma das maiores economias da Europa, que é a Espanha, que é um país que possui um PIB de US$ 1,4 trilhão (12o. maior do mundo), uma população que supera os 47 milhões de habitantes e tem uma renda per capita de US$ 30 mil. 


Vitória do Syriza nas eleições para o Parlamento grego em Janeiro deste ano representaram um importante impulso às forças progressistas e da Nova Esquerda em toda a Europa. E agora esse movimento chegou à Espanha, onde o bipartidarismo do PP-PSOE está com os dias contados. 
Portanto, o crescimento expressivo das forças progressistas e de Nova Esquerda são um acontecimento de grande importância não só para a Espanha, mas também para a Europa como um todo. E é claro que ao ser promover mudanças políticas, econômicas e sociais na Europa isso terá um impacto mundial, sem dúvida alguma.

Basta de arrocho! Avante Podemos, Syriza e forças progressistas!

Obs: Muitos espanhóis perderam as suas residências, que foram confiscadas pelos credores, com a crise iniciada em 2007-2008, e isso deu origem a um movimento social em defesa do direito à moradia. Ada Colau é uma das principais líderes deste movimento. 


Links:

Pesquisas na Espanha mostram crescimento das forças progressistas:

http://www.20minutos.es/noticia/2462942/0/ahora-madrid/empataria-pp-ayuntamiento-madrid/encuesta-pais/

http://kiosko.net/es/np/elpais.html

http://www.eldiario.es/politica/Empate-tecnico-Carmena-Aguirre-Madrid_0_388811236.html

Espanha: Taxa de desemprego chega a 23,8% em Abril:

http://pt.euronews.com/2015/05/05/espanha-numero-de-desempregados-recua-27-por-cento-em-abril/

Espanha:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Espanha

Pablo Iglesias e o Podemos:

http://www.cartacapital.com.br/internacional/pablo-iglesias-sim-ele-pode-3617.html

O que é a mudança? - Pablo Iglesias:

http://elpais.com/elpais/2015/04/24/opinion/1429883919_117080.html

Plano de governo do Syriza:

http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2015/01/o-plano-de-governo-do-syriza-e-social.html

Vitória do Syriza fortalece a Esquerda na Europa:

http://www.esquerda.net/artigo/grecia-vitoria-do-syriza-servira-como-locomotiva-para-esquerda-radical-na-europa/35312

Alexis Tsipras: Os trabalhadores e aposentados já sofreram bastante:

http://www.esquerda.net/artigo/tsipras-os-trabalhadores-e-reformados-ja-sofreram-que-chegue/37013

Nenhum comentário: