Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Líbia e Síria: Antes e depois das guerras promovidas pela OTAN-CCG! - Marcos Doniseti!

Líbia e Síria: Antes e depois das guerras promovidas 
pela OTAN-CCG! - Marcos Doniseti!
Imagens da Líbia, antes e depois da guerra promovida pela OTAN-CCG.Povo líbio tinha um dos melhores padrões de vida do continente africano, se não fosse o melhor. Agora o país foi destruído, com o seu território sendo controlado por diferentes facções armadas, extremistas islâmicos e por clãs locais. O Estado Nacional líbio simplesmente não existe mais.
As imagens desta postagem a Líbia e a Síria, antes e depois da guerra promovida pela OTAN-CCG, que devastou ambas as nações.
Antes da guerra, ambos eram Estados Laicos e estavam entre os que ofereciam melhor qualidade de vida e mais direitos para as mulheres entre os países muçulmanos. E os dois foram destruídos em função de uma aliança feita pela OTAN e pelo CCG. 
A OTAN tornou-se, nas últimas décadas, um instrumento dos EUA e da União Europeia para atacar, conquistar e destruir países cujos governos insistiam em manter um grau mínimo de independência em relação aos interesses do Ocidente Imperialista. Estes eram os casos da Líbia e da Síria.

Já o CCG (Conselho de Cooperação do Golfo) reúne os países mais retrógrados da região, como a Arábia Saudita, Kuwait, EAU, Bahrein, Omã e Qatar. 
Neles, temos ditaduras implacáveis que não toleram qualquer oposição, as mulheres são tratadas como sendo inferiores, não existe liberdade de manifestação, religiosa ou de imprensa. Eles ainda vivem numa era pré-Iluminista, medieval mesmo, embora sejam muito ricos graças ao petróleo.
Imagens da Síria, antes e depois da guerra por procuração promovida pela OTAN-CCG contra o país e que resultou na criação do horripilante Estado Islâmico. 
Inclusive, os países do CCG não receberam um único refugiado sírio. Claro, afinal foram eles que financiaram destruição da Síria.
E algo que a Grande Mídia não gosta muito de lembrar é que grande parte dos refugiados que, agora tentam ir para a Europa são originários da Síria e da Líbia.
Aquelas 220 pessoas que um navio da Marinha brasileira resgatou no mar Mediterrâneo eram originárias da Líbia. 
Qualquer semelhança não é mera coincidência.

Links:
Como os EUA ajudaram na criação do Estado Islâmico:
5 razões pelas quais os EUA são os culpados pela existência do Estado Islâmico:

Nenhum comentário: