Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 14 de novembro de 2015

Os brutais atentados em Paris, o Estado Islâmico e o Ocidente Imperialista! - Marcos Doniseti!

Os brutais atentados em Paris, o Estado Islâmico e o Ocidente Imperialista! - Marcos Doniseti!
O equivocado apoio dos EUA e do Ocidente Imperialista (via OTAN) aos grupos de extremistas islâmicos financiados pela Arábia Saudita-Qatar acaba criando monstros que, em um determinado momento, acabam se voltando contra o mesmo Ocidente, visto por muitos radicais islâmicos como a encarnação do Mal e como uma Civilização 'decadente e imoral'. 
A combinação de guerras imperialistas por parte da OTAN (incluindo a França, que foi atacada hoje), provocando a destruição de nações inteiras (Síria, Líbia, Iraque, Afeganistão), e as políticas de apoio (financeiro, militar) a grupos de extremistas islâmicos espalhados pelo mundo (Al-Qaeda, Boko Haram, Estado Islâmico/ISIS, etc) por parte de inúmeros países (OTAN-CCG-Israel), a disseminação de armas cada vez mais destrutivas pelo Mundo, resultam em brutais atentados, como estes que foram cometidos em Paris neste 13/11/2015.
Os mortos de hoje são as novas vítimas destas guerras criminosas e de políticas equivocadas, por parte de Nações imperialistas ou de governos interessados em espalhar as suas versões de vertentes intolerantes e extremistas defendidas por líderes religiosos e políticos que estimulam tais atrocidades (no caso, o Wahabismo, de origem saudita).
Até mesmo o ex-Primeiro-Ministro britânico, Tony Blair, reconheceu que a Guerra do Iraque gerou a criação do Estado Islâmico.
Depois dos atentados de hoje, o que se pode concluir, neste momento é que se a morte do garoto sírio Aylan Kurdi abriu as fronteiras da Europa para os refugiados, os atentados em Paris deverão fechá-las novamente. Grupos políticos da direita europeia já fazem discursos nesse sentido. 
E surge a dúvida: Será que OTAN irá parar de destruir nações inteiras depois dos atentados brutais em Paris? Duvido. Imperialistas não ligam para mortes.
Assim, o pior de tudo é que muito dificilmente isso irá acabar. Na verdade, a tendência é piorar. Infelizmente.
A França é um dos países membros da OTAN que dá apoio a grupos de extremistas islâmicos que desejam derrubar o governo de Assad.
A OTAN se aliou à Arábia Saudita-Qatar e apoiou os grupos de extremistas islâmicos, que seguem a ideologia do Wahabismo de origem saudita, com o objetivo de destruir países árabes com governos nacionalistas e seculares (Saddam, Ghadaffi e Assad) que não se submetiam aos interesses dos Impérios Capitalistas ocidentais.
O Wahabismo saudita (seguido por grupos como Al-Qaeda, ISIS e Boko Haram) é intolerante, violento, extremista e totalmente contrário às influências externas nas sociedades muçulmanas, principalmente às ideias, costumes e valores originários do Ocidente.
Ao apoiar tais grupos, o Ocidente Imperialista (leia-se OTAN, da qual a França é integrante) está ajudando a criar monstros que acabam se voltando contra ele mesmo.
É como dizem os espanhóis: 'Não crie corvos, pois quando eles crescerem irão comer os seus olhos'.
Basta de políticas imperialistas criminosas que fortalecem e alimentam o Terrorismo.
Obs: Organizações como o Estado Islâmico são o resultado de uma soma que reúne Malafaias, Felicianos, Bolsonaros e Kataguiris. Se nada for feito, em breve teremos organizações de fanáticos extremistas e violentas aqui no Brasil também. 

Links:

Estado Islâmico assume autoria de atentados em Paris:
EUA-CIA fornecem mísseis a 'rebeldes sírios moderados':
Kim Kataguiri, líder do MBL. Será que ele pretende criar uma organização de extremistas do tipo do Estado Islâmico aqui no Brasil? A julgar pela imagem, não é de se duvidar. 
Número de mortes em Paris chega a 129; feridos são 352:
Tony Blair reconhece que Guerra do Iraque gerou a criação do Estado Islâmico:
Ideologia do Estado Islâmico tem apelo de massa, diz autor de livro sobre o grupo extremista sunita:
Como o Estado Islâmico recruta e retém integrantes: 
Como os EUA ajudaram na criação do Estado Islâmico:
Atentados em Paris fizeram mais de 120 vítimas (a maioria na sala de espetáculos Bataclan), número que poderá aumentar ainda mais, pois há mais de 350 feridos. Elas são vítimas das criminosas e equivocadas políticas do Ocidente Imperialista, que dão apoio a grupos de extremistas islâmicos pelo mundo afora, como fizeram na Síria, onde apoiaram o ISIS e a Frente Al-Nusra. 
Thierry Meyssan - Porque quer a França quer derrubar o governo da Síria? E porque ela passou a ser tão odiada? 
Estado Islâmico surgiu da invasão do Iraque pelos EUA, diz Todd Green:
Hollande decreta estado de emergência e fecha fronteiras da França:
O Wahabismo saudita e a sua conexão com as guerras e atentados terroristas pelo Mundo:
Jason Burke explica a Al-Qaeda e o Radicalismo Islâmico: 
O conflito sírio, para além da religião:
Takfirismo, Salafismo e Wahabismo. Mas o que é isso?:

Nenhum comentário: