Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 10 de setembro de 2016

Governo Temer é um cadáver insepulto e já vive os seus últimos momentos! - Marcos Doniseti!

Governo Temer é um cadáver insepulto e já vive os seus últimos momentos! - Marcos Doniseti! 
Movimento pelo 'Fora Temer' e por Eleições Gerais Já também é contrário à eliminação de direitos (sociais, trabalhistas, previdenciários) e às privatizações desnacionalizantes. Reforma Política Já também é defendida por muitos integrantes do movimento.
Vamos procurar fazer uma análise política sensata e realista do atual cenário brasileiro.

O fato concreto é que pedir pelo 'Fora Temer' sem realizar Eleições Gerais Já é igual a pedir por um 'Fica Direita'. 

E porque eu digo isso? 

Simples: Se o Temer for derrubado da Presidência da República já em 2016, novas eleições presidenciais Diretas serão convocadas imediatamente, porque isso é o que a Lei determina. 

Mas, se o Temer for derrubado apenas em 2017, daí haverá uma Eleição Indireta, no Congresso Nacional e, com isso, teremos um Presidente e um Vice da Direita Neoliberal e Retrógrada governando até o final de 2018, pois as forças reacionárias dominam essa legislatura, como ficou claro na votação para escolher o novo presidente da Câmara dos Deputados e no processo ilegal e golpista que tirou Dilma da Presidência da República. 

Aliás, essa é a estratégia da Direita Retrógrada: Tirar Temer do cargo apenas em 2017, a fim de eleger novos Presidente/Vice totalmente ligados aos seus interesses. 

A Direita Retrógrada já percebeu que Temer é um presidente fraco, rejeitado pela imensa maioria da população, sem base social e política para poder impor o Projeto Neoliberal e Retrógrado que o Grande Capital deseja: 

A) Destruição da CLT, que os Golpistas chamam de 'flexibilização'; 
B) Extinção dos programas sociais (Ciência Sem Fronteiras, ProUni, Fies, Minha Casa Minha Vida); 
C) Redução gigantesca dos investimentos públicos na área social (saúde, educação) e em infra-estrutura; 
D) Privatizações desnacionalizantes da Petrobras, do pré-sal e de outras estatais;
E) Política externa totalmente submissa aos interesses dos EUA, enfraquecendo a participação no processo de integração latino-americana e nos BRICS;
F) Reprimir e silenciar a oposição progressista (Lula, Dilma, PT, PCdoB, CUT, UNE, movimentos sociais). 

A derrubada de Temer já está sendo devidamente colocada em prática: Gilmar Mendes já está preparando tudo para que isso aconteça, condenando a chapa Dilma-Temer no TSE por supostas irregularidades no financiamento da campanha presidencial. Assim, ambos serão condenados. E, com isso, Temer será cassado.
Governo Temer quer aumentar a jornada diária de trabalho para 12 horas diárias, bem como quer enfraquecer a Justiça do Trabalho. Assim, ninguém irá fiscalizar se os capitalistas irão cumprir ou não os acordos fechados entre empresas e sindicatos de trabalhadores. 
Mas é claro que isso irá acontecer apenas em 2017, para que os novos Presidente/Vice sejam escolhidos pelo atual Congresso Nacional, que é profundamente reacionário. 

A prioridade das Forças Progressistas é a de lutar, desde já, para inviabilizar essa estratégia da Direita Entreguista e Reacionária.

Na minha avaliação o governo Temer já era. Acabou! 

Seu governo já está vivendo os seus momentos finais. 

Temos que continuar a luta para derrubá-lo, no entanto, de uma vez por todas, denunciando os planos retrógrados do mesmos, enquanto já nos preparamos para mobilizar a população para luta futura, que acontecerá em 2017. 

E este conflito se dará entre dois lados: Forças Progressistas que defendem Eleições Gerais Já X Direita Retrógrada que deseja Eleição Indireta em 2017, para continuar governando o país até o final de 2018.

Eleições Gerais Já (Diretas) X Eleição Indireta em 2017! - Essa é a luta a ser travada agora.
Pela proposta do governo Temer, até mesmo o 13o. Salário e o pagamento de Férias terá que ser negociado pelos trabalhadores, que poderão ficar sem receber tais direitos, que são conquistas históricas da classe trabalhadora brasileira. Somente um movimento popular maciço, nas ruas de todo o país, poderá barrar medidas como essa, que são imensamente prejudiciais aos trabalhadores e ao Brasil. 
Além disso, temos outras bandeiras neste movimento. Este também defende, além  do Fora Temer e das Eleições Gerais Já, a bandeira do 'Nenhum Direito a Menos' (olha as 12 horas diárias chegando aí...); 

Esqueçam o 'Anula Golpe' e o 'Volta Dilma'. 

O STF já deixou claro que nada disso não irá acontecer. 

É injusto? Sim, sem dúvida alguma. Afinal, a presidenta Dilma não cometeu nenhum crime, como admitiram vários dos senadores que votaram pela aprovação do seu Impeachment, que teve um caráter inegavelmente golpista. 

Mas as Forças Progressistas têm que ser realistas e precisam desenvolver uma estratégia de luta que tenha o pé no chão, a fim de não sermos derrotados pela Direita Entreguista e Reacionária. 

Esta é a nossa verdadeira adversária política e não Temer, cujo governo já está com os dias contados. Em 2017, ele será derrubado, a fim de se colocar alguém do PSDB no comando do país, concluindo-se, assim, o Golpe de Estado. 

Logo, é contra a Direita Retrógrada e Entreguista que lutamos!
Esclarecendo a população: Sem as contribuições ao INSS, FGTS e sem o 13o. Salário, inúmeros direitos e benefícios deixariam de existir. Sem as contribuições ao INSS, a Previdência Social não teria mais como ser financiada, deixando de existir. E sem o 13o. Salário, as vendas do comércio varejista iriam despencar, agravando a Recessão e aumentando o Desemprego e a Pobreza no país. A Direita Retrógrada quer extinguir direitos e benefícios aos quais os trabalhadores lutaram por muito tempo para conquistar. 
E a única maneira de inviabilizar a intenção da mesma de se apoderar do poder em nosso país, até o final de 2018 (e é claro que os direitistas irão querer ficar no poder por muito mais tempo), é por meio da realização de Eleições Gerais Já! 

Em uma Eleição Geral, os candidatos da Direita Neoliberal e Retrógrada terão que vir à tona e defender, de forma explícita, os mesmos planos que o governo golpista de Temer tenta impor agora: Fim da CLT, destruição dos programas sociais, privatizações desnacionalizantes.

Em uma Eleição Geral os candidatos não poderão enganar o eleitor. 

Eles terão que dizer, claramente, se são contra ou a favor de destruir a CLT, de se fazer a reforma da Previdência Social, de extinguir os programas sociais e de privatizar e desnacionalizar a Petrobras e o pré-sal. 

Estes seriam os temas dominantes de uma campanha eleitoral em 2017. 

O próprio governo de Temer está colocando estes temas em pauta neste exato momento. 
Movimento pelo 'Fora Temer' cresce rapidamente e mobiliza multidões cada vez maiores. 
E com isso a imensa maioria da população já estará acordando para o fato de que são os seus direitos que estão em jogo. 

Assim, uma Eleição Geral não será mais um embate sobre a questão da corrupção, como foi, de certa forma, a luta política que se travou em torno do Golpe. Este assunto, corrupção, acabará ficando em segundo plano, sendo substituído por questões que afetam diretamente a vida dos brasileiro: CLT (13o. Salário, Jornada de Trabalho, FGTS, etc), Previdência Social, programas sociais, aumentos de salários, 
investimentos em saúde e educação. 

E se as Forças Progressistas conseguirem pautar os temas que serão debatidos na Eleição Geral, teremos grandes chances de derrotar os candidatos da Direita 
Reacionária, principalmente se elas se unirem em torno de uma única candidatura, desde o início da campanha. 

Enquanto isso, em uma Eleição Indireta, em 2017, as chances de vitória das Forças Progressistas é Zero, devido ao caráter profundamente reacionário do atual Congresso Nacional. 

Assim, neste momento histórico, temos duas opções bem claras: 
Ulysses Guimarães, Franco Montoro e Lula juntos em manifestação pelas Diretas Já em 1984. Este foi um dos movimentos populares mais fortes da história do país, levando milhões de brasileiros às ruas de todo o país. O movimento pelas 'Diretas Já' foi resultado de muitos anos de mobilizações populares contra a Carestia, pela Anistia, Greves, pelos Direitos Humanos e pela Redemocratização do país. Movimento das ''Diretas Já' enterrou a Ditadura Militar, levou ao fim do PDS, garantiu a vitória de Tancredo Neves na eleição presidencial indireta de 1985 e resultou na elaboração de uma nova Constituição para o Brasil. 
A) Lutar por uma Eleição Geral onde teríamos chances reais de vitória e de, portanto, barrar a imposição dos planos neoliberais e retrógrados da Direita Reacionária;

B) Entregar o país para o controle de uma Direita Retrógrada até o final de 2018, que poderá ficar muito mais tempo no poder e que poderá levar o país a uma situação de convulsão social, além de inviabilizar qualquer possibilidade de desenvolver o Brasil de forma autônoma e de construir uma sociedade justa, soberana e democrática.

O que você prefere?

Fora Temer! Reforma Política Já! Nenhum Direito a Menos! Eleições Gerais Já! Petrobras e o Pré-Sal são do Brasil!!!
Se até a 'Veja', que apoiou e participou ostensivamente do Golpe de 2016, está atacando o governo de Temer, é porque este não irá ficar muito tempo no cargo. Elites capitalistas já perceberam que governo Temer é fraco demais para fazer o que elas desejam: destruir CLT, eliminar programas sociais, desnacionalizar e privatizar a economia, reprimir e silenciar a oposição progressista. 
Links:

Teori nega liminar que pedia anulação do Impeachment de Dilma:


http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2016-09/stf-nega-liminar-para-anular-sessao-do-senado-que-aprovou-impeachment-de

Governo Temer e suas propostas que prejudicam os trabalhadores:

https://brasildefato.com.br/2016/09/09/entenda-5-propostas-do-governo-temer-que-acabam-com-direitos-trabalhistas/

Medidas do governo Temer são todas prejudiciais aos trabalhadores:

https://brasildefato.com.br/2016/09/06/medidas-anunciadas-sao-todas-de-perdas-para-os-trabalhadores-dizem-especialistas/

O Golpe saiu pela culatra:

http://www.marceloauler.com.br/o-golpe-saiu-pela-culatra/

Gilmar começa a derrubar Temer no TSE:

http://www.conversaafiada.com.br/politica/tse-gilmar-comeca-a-derrubar-o-temer

Governo Temer quer abafar a Lava Jato, diz ex-Advogado Geral da União:

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/254369/Os%C3%B3rio-confirma-Juc%C3%A1-e-coloca-press%C3%A3o-em-Janot.htm
Resumindo o cenário político brasileiro: O Golpe dentro do Golpe, para colocar alguém do PSDB na Presidência da República. 
Governo Temer extinguiu programa que dava estímulos para idosos viajarem!

http://www.brasil247.com/pt/destinos/gestao/254355/Temer-acaba-com-programa-de-turismo-para-idosos.htm

Capitão do Exército se infiltrou em movimento 'Fora Temer' e denunciou jovens que foram presos em SP:

http://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/09/politica/1473452777_631937.html

Suécia: Jornada de 6 horas diárias aumenta produtividade em 25%:

http://www.revistaforum.com.br/2015/09/29/jornada-de-trabalho-de-6-horas-diarias-triunfa-na-suecia/

Governo Temer quer aumentar jornada de trabalho para 12 horas diárias:

http://www.tijolaco.com.br/blog/nao-era-brincadeira-jornada-de-trabalho-de-12-horas-esta-nos-planos-de-temer/

Guilherme Boulos: Chega de conciliação de classes:


http://www.conversaafiada.com.br/brasil/boulos-abrir-a-frente-e-chega-de-conciliacao

Temer também poderá ser vítima de um Golpe:


http://www.vermelho.org.br/noticia/286435-1

Nenhum comentário: