Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Resistência popular contra o governo Temer deverá crescer ainda mais em 2017! - Marcos Doniseti!

Resistência popular contra o governo Temer deverá crescer ainda mais em 2017! - Marcos Doniseti!
Estudantes precisaram avisar aos governantes brasileiros que 'Educação não é gasto, mas investimento', pois muitos deles não sabem disso. 

A resistência e a luta popular contra as medidas de arrocho, anti-populares e anti-nacionais, do governo Temer/PMDB/PSDB/DEM já começou.

Isso fica claro a partir de alguns eventos:

1) Convocação de greves e de paralisações nacionais por várias categorias profissionais e, também, por movimentos sociais como a CUT, MST, entre outros;

2) Ocupação de escolas e de universidades pelos estudantes por todo o país, contra a PEC 241/55 e o projeto do Escola Sem Partido. Também temos professores de Universidades Federais declarando greve;

3) Invasão da Câmara dos Deputados por grupos reacionários que exigiram a instalação de uma Ditadura Militar no país, mostrando que uma boa parte dos segmentos sociais que apoiaram o Golpe contra Dilma já está desencantada com os rumos do atual governo ilegítimo do país;

4) Conflitos políticos e sociais crescentes no RJ em função do 'Pacote de Arrocho' do governador Pezão.

Estamos assistindo, assim, a uma aumento considerável das lutas e mobilizações populares contra o atual governo ilegítimo do país.

E isso já está se dando tanto por parte dos movimentos sociais tradicionais, como por parte de grupos reacionários e golpistas.

A probabilidade de que venhamos a ter uma reação popular crescente e maciça contra o governo Temer/PMDB/PSDB/DEM é cada vez maior e tudo indica que isso irá acontecer já em 2017.
Câmara dos Deputados foi invadida por manifestantes que pediam a instalação de uma Ditadura Militar no país. 

O Gigante do Fascismo acordou! – Marcos Doniseti!

Os líderes do governo atual jogaram o país na crise para poder derrubar Dilma (via Terrorismo Midiático, Pautas-Bomba, Lava Jato, rejeição das medidas do governo Dilma no Congresso Nacional) e, agora, não fazem a menor ideia do que fazer para superar a mesma.

Essa invasão da Câmara dos Deputados por reacionários golpistas mostra, claramente, que setores crescentes entre os que apoiaram p Golpe contra Dilma estão percebendo, aos poucos, de que o governo atual (Temer/PMDB/PSDB/DEM) está sendo um verdadeiro desastre e que tudo deve piorar ainda mais em 2017.

Os líderes do governo atual e a Grande Mídia disseram para eles que bastava tirar a Dilma e que tudo iria melhorar. E eles acreditaram.

Daí, eles perceberam que foram enganados (nem todos, é verdade, mas muitos foram) e agora os mesmos se voltaram contra o governo atual.

Notem que os invasores não pediram pela ascensão de um tucano ao poder, mas dos militares e de Sérgio Moro.

O fato concreto é que o PSDB e a Grande Mídia, na ânsia de derrubar Dilma e de destruir Lula e o PT, pariram um Monstro.

O Gigante do Fascismo acordou.

Quero ver quem é que irá colocá-lo para dormir, agora.
Capacidade de produção da indústria automobilística chega a quase 6 milhões de unidades, mas a produção deverá ficar em cerca de 2,5 milhões de unidades em 2016. Assim, a capacidade ociosa chega a 58%.

O Brasil vive uma situação trágica!

1) Temos um sistema político-partidário em decomposição, que está totalmente desmoralizado;

2) Temos uma economia que está derretendo, acumulando uma queda de cerca de 9% do PIB em 2015-2016;

3) Em 2017, na melhor das hipóteses, a economia brasileira ficará estagnada, mas o mais provável é que enfrente uma nova queda, devido à piora do cenário econômico mundial (protecionismo de Trump provocará uma guerra comercial que irá derrubar o comércio global) e aos efeitos das medidas recessivas adotadas pelo governo Temer (arrocho salarial, corte drástico de investimentos públicos, aumento dos juros reais, redução do crédito, PEC 241/55, eliminação de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários);

4) Um rápido aumento do desemprego, da pobreza e da miséria, que irão crescer ainda mais em 2017.

5) Instituições que poucos respeitam (vide a invasão da Câmara dos Deputados ontem, na qual tivemos pedido por intervenção militar e de que os parlamentares fossem presos).

6) Logo, vivemos em um país que passa por um acelerado processo de decomposição política, econômica e social.

Foi isso que o movimento golpista provocou.

7) Essa é uma combinação explosiva. Nada de bom sairá disso.

Triste.
Rio de Janeiro: Protesto dos servidores públicos contra o pacote de arrocho do governador Pezão.
Links:

Vendas de veículos despencam 17,2% em Outubro:


Paulo Kliass - Temer, PIB e estelionato golpeachmental:


Marcio Pochmann - Brasil caminha para a convulsão social:


Grupo de extremistas invade plenário da Câmara dos Deputados e exige instalação de Ditadura Militar:



Rio de Janeiro - Protesto de servidores contra pacote de arrocho de Pezão é reprimido pela Polícia:

Nenhum comentário: