Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Guerra na Síria - Desmontando as mentiras da Mídia ocidental! - Marcos Doniseti!

Guerra na Síria - Desmontando as mentiras da Mídia ocidental! - Marcos Doniseti!
Síria: Antes e depois da guerra iniciada por extremistas islâmicos originários do mundo inteiro. São muito raros os casos de sírios que estão lutando contra o governo de Assad. Quase todos são estrangeiros, vindos de lugares remotos (Austrália, por exemplo). 

Guerra na Síria!! 
Vamos aos fatos:

1) Não existe uma guerra civil na Síria. O que ocorreu no país foi uma INVASÃO. A Síria foi invadida por dezenas de milhares de extremistas islâmicos, originários de dezenas de países (inclusive da Europa e, até, da Austrália);

2) As manifestações pacíficas que ocorreram contra o regime de Assad (antes da guerra começar) não duraram muito e por um motivo muito simples: Os grupos extremistas, terroristas, trataram de subjugá-los e destruí-los;

3) Os grupos de extremistas islâmicos que atuam na Síria são financiados, armados e apoiados pelos EUA-OTAN, Turquia, Arábia Saudita, Qatar e Israel;

4) Alguém acredita que tais extremistas conseguiriam dominar a maior parte da Síria e do Iraque apenas com base em suas próprias forças? Isso é piada. 

O apoio dos EUA à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico tornou-se público graças ao Wikileaks.

Abaixo, publico link a respeito disso:

Wikileaks: EUA armaram Estado Islâmico e se recusaram a ajudar Síria no combate ao grupo:

Charles Nisz | São Paulo - 12/08/2014

Presidente Bashar al-Assad tentou se aproximar de Washington em 2010, mas governo Obama continuou armando seus opositores e grupos islâmicos.

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/reportagens/37414/wikileaks+eua+armaram+estado+islamico+e+se+recusaram+a+ajudar+siria+no+combate+ao+grupo.shtml

5) Os 3 países muçulmanos que possuíam governos nacionalistas, reformistas, laicos e seculares (Iraque, Líbia e Síria), onde o nacionalismo nasserista fincou fortes raízes e que tinham excelentes indicadores sociais, foram destruídos pelos EUA-OTAN e seus aliados na região (Turquia, Arábia Saudita, Qatar e Israel). Deve ter sido mera coincidência;

6) Foram tais países que chegaram, inclusive, a enviar agentes secretos, membros de Forças Especiais, especialistas de toda a espécie, para dar apoio e suporte ao Estado Islâmico/Al-Qaeda, que iniciaram a guerra na Síria.
Prisioneiros do 'Estado Islâmico/ISIS' sendo queimados vivos.

Assim, os extremistas islâmicos da Al-Qaeda/Estado Islâmico sempre contaram com apoio dos EUA-OTAN e de países da região (A.Saudita, Turquia, Qatar, Israel) para promover essa guerra na Síria, que não tem absolutamente nada de civil.


A Síria foi invadida por dezenas de milhares de extremistas islâmicos originários do mundo inteiro (incluindo Europa e Austrália) e que receberam apoio, desde o início, de tais países. E foi essa guerra que provocou essa destruição inacreditável, bem como gerou grande parte da onda de refugiados em direção à Europa.

Aliás, não é coincidência que estes refugiados sejam originários justamente de países (Síria, Líbia, Iraque) que foram destruídos pelos EUA-OTAN e seus aliados locais, dos quais vários países são membros do CCG (Conselho de Cooperação do Golfo).

Até mesmo pessoas de perfil esquerdista ou progressista estão se deixando enganar pela maciça campanha de propaganda midiática do Ocidente a fim de demonizar russos e sírios que retomaram a cidade de Aleppo, que foi destruída (bem como toda a Síria) por esta guerra promovida pelos EUA-OTAN-A.Saudita-Israel-Qatar-Turquia.

Assim, fiquem avisados: Não é apenas a Grande Mídia brasileira que mente, distorce e manipula as notícias quando isso é conveniente.

Links:

Documentos secretos dos EUA confirmam que governo ianque sempre apoiou Estado Islâmico e Al-Qaeda na guerra da Síria:

http://blogdoalok.blogspot.com.br/2016/09/plano-e-agenda-dos-eua-para-balcanizar.html

Quem são os 'rebeldes' de Aleppo?

http://www.vermelho.org.br/noticia/291364-1

Síria captura assessores militares de países vizinhos e da OTAN que estavam ajudando o Estado Islâmico:

http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Siria-captura-em-Alepo-assessores-militares-que-seriam-ligados-a-OTAN/6/37494

Aleppo - Questione antes de compartilhar:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/geral/45956/aleppo+questione+antes+de+compartilhar.shtml

Igor Fuser - Sete verdades sobre o conflito na Síria:

https://www.brasildefato.com.br/2016/12/23/opiniao-sete-verdades-sobre-o-conflito-na-siria/

Exército da Síria retoma o controle de Aleppo e Assad divide vitória com Rússia e Irã:

http://www.vermelho.org.br/noticia/291408-1

Quando a Al-Qaeda volta a ser aliada do Ocidente:

http://outraspalavras.net/destaques/quando-a-al-qaeda-volta-a-ser-aliada-do-ocidente/

Exército dos EUA atacou sírios e beneficiou o Estado Islâmico:

http://blogdoalok.blogspot.com.br/2016/12/o-exercito-dos-eua-excluiu-casa-branca.html#more

Nenhum comentário: