Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 14 de outubro de 2017

Dilma avisou: Reduzir a inflação de 6% para 3% aumentará o desemprego! - Marcos Doniseti!

Dilma avisou: Reduzir a inflação de 6% para 3% aumentará o desemprego! - Marcos Doniseti!
Transposição do Rio São Francisco é uma das grandes obras de infra-estrutura que os governos Lula e Dilma iniciaram, mas que foi interrompida pelo governo ilegítimo de Temer. Com o corte de investimentos públicos promovidos pelo governo Temer a recessão econômica se aprofundou e o desemprego disparou, chegando a 12,6%.

Durante a campanha presidencial a então Presidenta Dilma avisou que a ambição da oposição neoliberal de querer reduzir a inflação de 6% para 3% ao ano iria provocar um brutal aumento do desemprego, que poderia chegar a 15%. 


E o site abaixo (politi.kov) publicou um texto contestando essa afirmação de Dilma. 

O autor do texto procurou se utilizar de pretensos embasamentos teóricos para afirmar que a redução da inflação somente iria aumentar o desemprego no curto prazo, mas que, logo depois, o mesmo voltaria a cair (e sem provocar aumento da inflação). 

No final de 2014 (Dezembro) a taxa de desemprego era de 6,5% (PNAD). 

Daí veio o governo ilegítimo de Temer e reduziu a inflação para os atuais 2,5% ao ano, enquanto que a taxa de desemprego subiu para 12,6%.

E dificilmente ela cairá deste patamar para os 6,5% do final de 2014. 

Logo, a previsão de que o desemprego cairia rapidamente após a inflação ser reduzida não aconteceu. 

Para isso, a economia brasileira teria que crescer por vários anos seguidos, algo que muito dificilmente acontecerá, pois a política econômica de Temer/Meirelles é recessiva (aumento da taxa real de juros, fim do BNDES, corte drástico de investimentos públicos, arrocho salarial, eliminação de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários, fim dos programas sociais). 

A queda da inflação do governo Temer foi provocada, assim, com o aumento brutal do desemprego (passou de 6,5% em Dezembro de 2014 para os atuais 12,6%), ou seja, foi obtida às custas da fome e da miséria da população.

Assim é fácil...

Como se percebe,  Dilma (que é economista) estava certa e o autor (neoliberal) do 
texto errou feio. 

Link:

https://politi.kov.blog.br/2014/11/16/meta-de-inflacao-de-3-da-em-15-de-desemprego/

Nenhum comentário: