Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 2 de junho de 2018

Gilberto Maringoni: Agronegócio, transportadores de carga e caminhoneiros autônomos promoveram uma Greve Geral no país por 10 dias e derrubaram Parente! Continuidade da atual política de preços é inviável!

Gilberto Maringoni: Agronegócio, transportadores de carga e caminhoneiros autônomos promoveram uma Greve Geral no país por 10 dias e derrubaram Parente! Continuidade da atual política de preços é inviável!
Maringoni: Movimento dos 'caminhoneiros' teve caráter policlassista e seus efeitos foram semelhantes aos de uma Greve Geral. 

Meus Comentários!


Alguns esquerdistas, que não são capazes de fazer qualquer tipo de análise de conjuntura e que não entendem nada a respeito de coisa alguma, ficam dizendo que a queda de Pedro Parente da presidência da Petrobras não irá mudar em nada a situação política, econômica e social do país e que tudo continuará igual ao que era no tempo em que ele comandava a empresa. 


Em primeiro lugar, esse tipo de comentário serve apenas para contribuir para a passividade bovina da maioria da população, que não participa de manifestações, greves, protestos ou mobilizações no sentido de derrubar o governo Temer e de inviabilizar a continuidade das catastróficas políticas Neoliberais que foram impostas por este, mesmo tendo sido rejeitadas quatro vezes seguidas nas eleições de 2002, 2006, 2010 e 2014. 

De fato, estes supostos 'esquerdistas', ao adotar esse discurso cético e niilista de que 'nada vai mudar' ou 'vai continuar tudo como está' estão agindo de maneira que contribui para a manutenção dos Golpistas no poder por tempo indeterminado. Eles agem como se fossem Golpistas Enrustidos, de fato. 

Em seu texto, Gilberto Maringoni mostra que o movimento dos 'caminhoneiros' autônomos e das empresas transportadoras de carga foi além da categoria e colocou um poderoso setor da burguesia brasileira, econômica e politicamente, que é o Agronegócio, contra a irresponsável política de preços de Parente.  
A Grande Mídia, liderada pela 'Rede Globo', deu apoio total e ostensivo à política de preços adotada por Pedro Parente na Petrobras, que beneficia apenas 0,1% da população brasileira, no máximo. 

Duas poderosas frações da Burguesia nacional (Transportadores de Carga e Agronegócio) se uniram aos caminhoneiros autônomos e se insurgiram contra um importante elemento das políticas Neoliberais que Temer implantou, que é a política de preços dos combustíveis adotada por Pedro Parente à frente da Petrobras, que beneficia apenas aos grandes acionistas da empresa (brasileiros e estrangeiros), enquanto que prejudicam a quase totalidade da população. 


Então, o cenário político e social brasileiro mudou a partir deste movimento que uniu os Caminhoneiros Autônomos, o Agronegócio e os Transportadores de Carga Empresariais, sem dúvida alguma. 

É o que demonstra o Maringoni nesse ótimo texto, que é a melhor análise feita sobre esse movimento até agora. 

Como diria Karl Marx: É a luta de classes, estúpido!
O instrumental teórico criado ou aperfeiçoado por Karl Marx ainda ajuda e muito a entender os conflitos políticos, econômicos e sociais que ocorrem no Brasil e no Mundo atualmente. 

Por que Pedro Parente caiu? Por Gilberto Maringoni


Houve uma combinação de interesses que tornou insustentável a permanência de Pedro Parente à testa da Petrobrás.

O PRIMEIRO e mais evidente deles foi a abrangência de um maciço movimento de massas policlassista que paralisou o país por dez dias. Os efeitos da mobilização dos caminhoneiros foram os de uma verdadeira greve geral nacional.

O SEGUNDO se deve à espantosa receptividade e acolhida popular do movimento. 

É algo extremamente avançado: mesmo prejudicada em sua mobilidade e com sérios problemas de abastecimento, a maioria da população brasileira – vide sondagem do DataFolha – apoiou os bloqueios nas estradas. É como se as pessoas dissessem: “a situação geral está tão ruim que alguma coisa precisa ser feita, mesmo que isso me prejudique momentaneamente”. 

Greve vitoriosa é greve com sustentação social para além da categoria.
Miriam Leitão e as suas 'brilhantes' análises sobre a realidade brasileiro: Segundo a economista da 'Globo', Parente é um excelente gestor. Para o Grande Capital Financeiro, ele é, sim. Mas para o Brasil e o seu povo, Parente foi uma catástrofe poucas vezes vistas em nossa história. 

EM TERCEIRO, houve um descolamento de um setor da burguesia do bloco dominante golpista. 


Os donos do agronegócio já vinham há meses se colocando contra a política de comercialização da Petrobrás. Os constantes aumentos no preço do diesel representam um irrefreável aumento de custos de produção que – apesar da altíssima produtividade do setor – lhes tira competitividade internacional. 

No interior do agronegócio, o ramo de abate – em especial o de frango, como mostrou o Jornal Nacional – teve prejuízos expressivos ao longo da semana de paralisação.

Formou-se assim, tacitamente, uma frente que vai da base dos caminhoneiros – funcionários, terceirizados e autônomos – ao patronato da indústria agrícola de exportação, passando pelo empresariado de transportes.

Ironicamente, pode-se dizer que a queda de Parente foi uma vitória da conciliação de classes, pois frente é o nome científico desse fenômeno.
Gilberto Maringoni é historiador, jornalista, cartunista e professor de Relações Internacionais da Universidade Federal do ABC. Ele está escrevendo as melhores análises a respeito do movimento dos 'Caminhoneiros'. 

DOIS PONTOS ADICIONAIS:


UM: Os céticos afirmam que de nada adianta tirar Parente se a Petrobrás seguir adiante com sua diretriz de exportar óleo cru e importar refinados. Sim, há essa possibilidade. Arrisco dizer que essa não é a mais provável, numa quadra de virtual dissolução da gestão Temer.

O embate entre agronegócio e governo não é brincadeira e os caminhoneiros podem retomar a mobilização. 

De mais a mais, o paliativo da isenção tributária para o diesel tem limites orçamentários e políticos numa situação de valorização do dólar e do barril do petróleo no mercado mundial. 

É possível que se chegue a uma saída mista, como chegou a aventar Moreira Franco há alguns dias. De toda forma, a política pura e dura de Pedro Parente parece ter saído do mapa.
"Governos são todos iguais", dizem os analfabetos políticos: Tem certeza, cara-pálida?

DOIS:
A semana que passou foi pródiga para os arautos do apocalipse, que viram golpe até embaixo da cama. A visão é distorcida: o golpe já aconteceu. O que há é uma disputa de rumos no interior da coalizão que o dirige.


O fato de desequilibrados e desinformados entre a massa de caminhoneiros e de populares clamarem por intervenção militar é ruim. 

Mas nada é mais emblemático da confusão mental dessa gente do que a cena vista em uma manifestação no interior de Minas. Após brados pela volta dos fardados, a turba em uníssono cantou “Pra não dizer que não falei das flores”, quase um hino contra a ditadura, composto por Geraldo Vandré, em 1967.

A conjuntura mudou. Para melhor.
Bye Bye, Parente!

Links:


Gilberto Maringoni: Por que Pedro Parente caiu?

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/por-que-pedro-parente-caiu-por-gilberto-maringoni/

CPI irá investigar gestão de Parente na Petrobras:

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2018/05/em-poucas-horas-senadora-consegue-apoio-a-cpi-da-petrobras

Governo Temer cortará recursos da Saúde e Educação para subsidiar o Diesel:

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2018/05/governo-reduz-valor-a-tirar-do-ogu-para-cobrir-reducao-do-diesel-mas-pulveriza-cortes-por-todos-os-ministerios

Luis Nassif: Até no pedido de demissão Parente beneficiou especuladores:

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/ate-na-saida-pedro-parente-beneficia-especuladores-por-luis-nassif/

Política de preços de Parente derruba fortemente projeção de crescimento do PIB para 2018:

http://www.vermelho.org.br/noticia/311658-1

Nível de ociosidade das refinarias brasileiras aumentou para 31% na gestão de Pedro Parente, que priorizou a importação de combustíveis:

http://www.tijolaco.com.br/blog/economistas-jenio-parente-deixa-petrobras-ociosa-e-quer-subsidiar-diesel-de-fora/

Com Ivan Monteiro na Presidência, Petrobras aumento preço da gasolina em 2,25%:

https://www.brasil247.com/pt/247/economia/357048/Sem-Parente-Petrobras-segue-arrocho-e-sobe-gasolina-novamente

Luis Nassif: A Petrobras, a Greve dos Caminhoneiros e o caso Parente:

https://jornalggn.com.br/noticia/a-petrobras-a-greve-dos-caminhoneiros-e-o-caso-pedro-parente-por-luis-nassif

Mercado reage mal à saída de Parente - Bolsa despenca e Dólar sobe:

http://www.jb.com.br/economia/noticias/2018/06/01/mercado-reage-mal-a-saida-de-parente-e-dolar-a-vista-fecha-em-alta-de-075/

Desastre de Parente fez Petrobras perder R$ 137 Bilhões em 11 dias:

https://www.brasil247.com/pt/247/economia/357040/Desastre-de-Parente-fez-Petrobras-perder-R$-137-bilhões-em-11-dias.htm

Nenhum comentário: