Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Empresa estatal construirá 1º submarino à propulsão atômica no Brasil - por Zé Dirceu!

Empresa construirá 1º submarino à propulsão atômica no Brasil - por Zé Dirceu, Publicado em 10-Ago-2012
A mídia preferiu não dar, ou quando deu - pequenos registros, apenas - o fez preferindo empunhar o viés ideológico de sempre, puxando para o fato de a presidenta da República, Dilma Rousseff, ter criado mais uma estatal.

Pois é, mas o fato é que eu muito boa hora, em ato já publicado no Diário Oficial da União,  a presidenta Dilma autorizou a criação da Amazônia Azul Tecnologias de Defesa (AMAZUL), uma empresa responsável pelo programa nuclear da Marinha brasileira.

A nova empresa é criada mediante uma fusão com a estatal já em operação EMGEPRON, também, ligada à Marinha. A AMAZUL está encarregada de construir o primeiro submarino a propulsão atômica do país. E seu nome decorre do entendimento do entendimento de que a costa brasileira possui biodiversidade similar à da Amazônia.

Além do submarino nuclear, conforme o decreto presidencial, a AMAZUL nasce para "promover, desenvolver, absorver, transferir e manter tecnologias necessárias às atividades nucleares da Marinha do Brasil e do Programa Nuclear Brasileiro (PNB)". O submarino nuclear brasileiro tem seu casco em construção em Iperó (SP) e as demais partes em Itaguaí (RJ).

Pena que a mídia em sua cegueira com essa história de explorar o viés ideológico tenha se esquecido de explicar a extrema importância da criação desta empresa. Afinal, toda tecnologia militar acaba tendo fins civis e reflexos em toda cadeia produtiva nacional pela acesso a novas tecnologias. Sem contar a contribuição para o desenvolvimento econômico. E sem falar no aspecto de defesa nacional e de nossas riquezas naturais da Amazônia e do nosso mar territorial.

Link:

 http://www.zedirceu.com.br//index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=1&Itemid=106

Nenhum comentário: