Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Lagarde elogia Espanha, mas reconhece que austeridade não está funcionando!

Lagarde elogia Espanha, mas reconhece que austeridade não está funcionando

Diretora do FMI afirmou que país ibérico não precisa de empréstimo do fundo internacional
 

FMI | Miguel Villagran/Sueddeutsche Zeitung

Diretora do FMI, Christine Lagarde, no Diálogo entre Líderes no Clube da União em Nova Iorque no dia 8 de junho de 2012. 

Apesar de reconhecer que as medidas de austeridade para recuperar a economia da Espanha não estão funcionando, Christine Lagarde felicitou o plano e destacou que as autoridades espanholas “já estão realizando o que recomendaríamos”. A diretora do FMI conversou nesta quarta-feira (01/08) com um pequeno grupo de jornalistas na sede do organismo em Washington.

Perguntada sobre um suposto empréstimo ao país, Lagarde descartou essa possibilidade, mas acrescentou que um plano liderado por seu organismo não seria diferente do já aprovado pelo governo espanhol.  “Quando vemos o que a Espanha realizou e tem vontade em realizar não há muito mais que o FMI poderia pedir se estivesse em um programa com essas características”, disse ela, segundo o Publico.es.

Em sua última revisão da economia espanhola publicada na sexta-feira (27/07), o FMI previu uma recessão mais profunda na economia do país em 2012 e 2013 do que havia divulgado em abril.

Segundo o órgão, o plano de austeridade deve trazer consequências negativas ao consumo dos espanhóis o que deve refletir na economia.

Apesar disso, o FMI aconselhou o governo espanhol a aumentar ainda mais o IVA (imposto sobre o valor agregado) e nesta quarta-feira (01/08), Lagarde confirmou sua aprovação das medidas. Para ela, o pacote não está funcionando para solucionar a crise econômica no país devido à incerteza sobre a direção da zona do euro e às preocupações dos investidores sobre a falta de crescimento na Espanha. “Existem fatores externos que enublam o horizonte", explicou ela.

A diretora também disse que considera “adequado” o plano de empréstimo bilionário que o governo espanhol negociou com a União Europeia para resgatar seus bancos. Estes, por sua vez, estão submetidos a processos sérios de auditoria, de acordo com Lagarde.

Recessão econômica

Nesta segunda-feira (30/07), o INE (Instituto Nacional de Estatística) confirmou as previsões de que a crise econômica no país está se agravando.  Segundo os dados divulgados pelo grupo, a Espanha registrou um PIB (Produto Interno Bruto) negativo de 0,4% no segundo trimestre deste ano, um ponto percentual a menos do que no mesmo período do ano passado.

Em nota oficial, o INE atribuiu o dado negativo do PIB à queda no consumo das famílias e assinalou que a recessão apenas não foi mais intensa por conta do aumento nas exportações. A entidade calcula que apenas entre abril e junho de 2012, o consumo das famílias caiu 0,5% o que deve piorar ainda mais com o novo plano de austeridade aprovado pelo Parlamento neste mês.

Além disso, o desemprego na Espanha registrou o pior índice de sua história neste segundo trimestre atingindo uma em cada quatro pessoas da população ativa do país, segundo dados do INE publicados no dia 27 de junho.

Link:

 http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23396/lagarde+elogia+espanha+mas+reconhece+que+austeridade+nao+esta+funcionando.shtml

Nenhum comentário: