Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 23 de setembro de 2012

As previsões eleitorais furadas dos 'colunistas' da Grande Mídia!

Esquerda será derrotada nas eleições? - Por Altamiro Borges, do seu blog


As eleições municipais de 2012 ingressam nas suas duas semanas decisivas. No passado, muitas pesquisas “científicas” caíram no ridículo na reta final das disputas eleitorais. E muitos jornalões e emissoras de tevê também tiveram que engolir a língua com seus prognósticos. Tanto os institutos de pesquisa como a mídia não são neutros. Tem interesses, comerciais e políticos, nestas batalhas. No caso atual, a mídia insiste na tese de que as forças de esquerda serão as grandes derrotadas. É mais torcida do que análise séria!


O jornalista Fernando Rodrigues, da Folha, não esconde sua antipatia pelas forças de esquerda, em especial ao PT. Mas, pelo menos, ele procura trabalhar com dados concretos – diferente de outros “calunistas”, que trocaram o jornalismo pela militância demotucana. Em artigo publicado ontem (22), ele mesmo constatou que o PT mantém sua força nas eleições deste ano. Com base nas últimas pesquisas, ele apontou que o partido do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma poderá eleger sete prefeitos em capitais.


A polarização entre PT e PSDB


Na sua avaliação, a polarização entre PSDB e PT ainda terá vigência neste pleito municipal. “Nas capitais em que há pesquisas disponíveis recentes, o PSDB tem dez candidatos com chances de ganhar ou de ir ao segundo turno, pelo menos. O PT tem sete candidatos nessas condições. E o PSB, seis... Embora o Brasil seja um país com pouca tradição de pesquisas eleitorais independentes pelo interior, há indícios de que os partidos principais de hoje vão continuar da mesma forma depois de 7 de outubro”.
Somando PT e PSB a outras siglas de esquerda – o que Fernando Rodrigues não faz – tudo indica que os partidos progressistas sairão mais fortes destas eleições. Nas capitais, o PCdoB lançou seis candidatos e concorre com chances reais de ir para o segundo turno em três cidades – Manaus, Florianópolis e Porto Alegre. A legenda comunista também concorre em outros municípios de porte, como Caxias (RS), Foz do Iguaçu (PR), Jundiaí (SP), Contagem (MG) e Olinda (PE).

Já o PSOL, que faz oposição ao governo Dilma, mas adota um programa de esquerda, poderá eleger o seu primeiro prefeito de capital. Em Belém (PA), o deputado Edmilson Rodrigues tem chances de ganhar já no primeiro turno e voltar a administrar a cidade. Na pesquisa mais recente, candidato do PSOL aparece com 38% das intenções de voto.

O Brasil possui 85 municípios com mais de 200 mil eleitores e que, pela legislação atual, poderão ter segundo turno. Eles somam 50,8 milhões de eleitores (36,7% do total do eleitorado brasileiro). Só há pesquisas recentes em 40 destas cidades, o que aumenta o grau de imprevisibilidade sobre o resultado das eleições deste ano. A insistência da mídia demotucana em prever a inevitável derrota das forças de esquerda não passa de torcida, visando desanimar a militância e favorecer a oposição de direita no país. 




Nenhum comentário: