Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 1 de setembro de 2012

Economias de Alemanha e Espanha registram novos índices negativos!

Economias de Alemanha e Espanha registram novos índices negativos - do Opera Mundi

Índice de confiança do empresariado alemão atingiu neste mês o valor mais baixo desde março de 2010
 

Apesar das seguidas tentativas da União Europeia de reanimar a economia do continente, novos indicadores sugerem que a iniciativa ainda não foi bem-sucedida.

O índice de confiança do empresariado alemão, por exemplo, registrou a quarta queda mensal consecutiva e atingiu em agosto o nível mais baixo desde março de 2010, segundo estudo do IFO (Instituto de Investigação Econômica do país).

A pesquisa mostra que, pela primeira vez em três anos, os empresários alemães esperam redução nas exportações do país. Os setores de venda e de construção civil também apresentaram redução neste mês, em relação aos resultados de julho.

“A conjuntura alemã continua enfraquecendo-se”, afirmou Hans Werner Sinn, presidente do instituto, que relacionou a queda do indicador com o pessimismo dos executivos do país para os próximos meses.

Cerca de sete mil empresas foram ouvidas durante a elaboração do estudo.

Espanha

O crescimento da economia espanhola em 2011 foi revisado para baixo, de 0,7% para 0,4% do PIB, pelo Instituto Nacional de Estatística.

A redução do aumento real das exportações do país no ano passado, de 9,0% para 7,6% foi uma das principais razões para a revisão do INE.

Em 2011, os gastos das famílias espanholas caíram 1%, enquanto o das administrações públicas foi de 0,5%.

A entidade também alterou os dados relativos a 2010. A contração do PIB, que havia sido calculada em 0,1%, passou para 0,3%.

* com informações dos jornais espanhois El País e El Mundo

Link:

 http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23968/economias+de+alemanha+e+espanha+registram+novos+indices+negativos.shtml

Nenhum comentário: